Juventus, uma paixão para poucos

0 X 2

Sábado ensolarado, lanço a proposta aos rebentos, de pronto aceita: vamos ao Pacaembu?
Fomos nós três, Nicole, Tomás e este que vos escreve, assistir ao prélio entre C.A. Juventus e SPFC. Programinha legal, sem grandes encargos, exceto pelo enxame de “guardadores de carro” e ter de comprar ingresso de cambista, pois o tal “ingresso família” – 20 merréis com direito a levar quatro pessoas – foi todo vendido, sabe Deus como, aos corretores, mesmo eles não estando com a família.
O local destinado aos “família” é o pior do estádio (comprovem pela foto da Ju Jovem, estava em frente a ela e um dos gols estava à direita. Não me importei, pois o jogo era só desculpa para mostrar o Pacaembu a Nicole, que debutava na ida ao estádio mais lindo que já pude ir. E, o principal, estar um tempinho com os dois, coisa cada vez mais rara.
Começa a peleja, e o CAJ já diz a que veio; aliás, diz desde a sua fundação: duas linhas de cinco (explica isso, PVC!), retranca, ferrolho, covardia. É o velho “ESQUEMA ESTÁTICO”* , adotado há séculos, pelo clube da Moóca. Rogério Ceni perde mais um pênalti, e, em quase todos os que perdeu, a cena é igual: quando o goleiro espera a definição do batedor, isso causa um descontrole do goleiro-artilheiro. Deola esperou, e RC bateu no travessão. Fora isso, foi aquele bate-rebate comum em jogos de grandes contra o Moleque Travesso.
A foto da Ju-Jovem acima, um verdadeiro Exército de Brancaleone, era o espetáculo a ser visto: vinte e poucos aficcionados, cantando e pulando os noventa minutos, com táticas de guerrilha: quando sentiam o estádio silencioso, gritavam a plenos pulmões, e assim se faziam ouvir.
Muito legal a torcida juventina: uma micro minoria que se orgulha de ser o que é.
Muito legal estar com meus mais amados entes numa inocente tarde de sábado.

About these ads

6 respostas para Juventus, uma paixão para poucos

  1. carlão disse:

    Não conheço o Pacaembu. Na verdade, só conheço o Olímpico, o Beira-rio, e o Luthero Lopes, em Rondonópolis-MT.

    O Rogério sempre cobra pênalti da mesma forma: forte e alto no canto direito do goleiro. Quando não vai na trave ou para fora, não tem como o goleiro defender.

    O destaque tem sido Pirulito. Nem tanto pelos gols, mas, pra mim, mais pela qualidade com a bola nos pés, pelo tempo de bola, e pela visão de jogo.

  2. carlão disse:

    E sobre a visita de Bush, Vinicius?

  3. fernando disse:

    eu era um dos poucos vinte aficcionados…

    grato pelas palavras

  4. vitao_juve disse:

    estava la tb…

    foi só loucura !

    te sigo juventus, aonde jogar !

  5. [...] esse fato não fosse digno de nota, caso o goleiro do SPFC não fosse o (ainda e injustamente, pois não é bom nisso, já disse) batedor oficial de penalidades do time. E que, em diversas oportunidades, utilizou-se [...]

  6. Peninha( J.J ) disse:

    Saudades de ver ver o meu juvão jogar no pacaembu,como nos anos 89 e 90 !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 431 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: