Mari, Gabi e Harry Potter

Hoje conheci mais duas adolescentes, e acredito que esse fato rende pontos para a aceitação no paraíso. Não sei se o paraíso existe, mas não vou correr o risco de arder no inferno.

Adolescentes são, via de regra, hiperbólicos, não medem seus gestos, rechaçam e ao mesmo tempo tentam imitar os adultos, têm códigos próprios, não têm vergonha de cochichar em público, enfim, estão procurando um espacinho neste mundo de adultos cada vez mais complicados. Adoro isso, pois nós, adultinhos, nos cercamos de cuidados para não sermos alvo de comentários e julgamentos. Adolescentes não temem julgamentos (exceto os dos seus pares), e adoram fazer os seus. Isso é bom, gera poder de crítica. Adolescência é contradição sem culpa.

Elas são, como milhões de adolescentes do mundo, Pottermaníacas. As melhores, claro. Viram todos os filmes, leram todos os livros, conhecem a personalidade e a intimidade de todos os personagens. De repente, até me convencem que é uma obra literária imperdível.

Adoro me sentir como um adolescente, sendo adulto. Tudo é muito intenso, real, vivo. É uma sensação indescritível: a responsabilidade irresponsável, a coragem cautelosa, sentir a desimportância das regras ditadas pelos “homens sérios”, sem com isso conturbar a sociedade.

Adorei vocês, meninas. Quem sabe eu seja abduzido para o “mundo dos bruxos”, e deixe de ser mais um “trouxa”. Beijos.

Anúncios

One Response to Mari, Gabi e Harry Potter

  1. Anonymous disse:

    Adorei!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: