A opinião dos fatos

pilha de “Veja”, pronta para ser entregue no meu prédio.

Esse aqui é um blog de opinião. Tosca, sem nenhum embasamento científico, cultural ou político, mas opinião. Aqui posta-se imagens verdadeiras (nem sempre, mas se estiverem alteradas não é minha obra), links verdadeiros (os links, não necessariamente o conteúdo), colunas de terceiros também verdadeiras (as colunas, não necessariamente o conteúdo, insisto).

Como dito no post anterior, a cobertura dita “real-time” do escândalo DD descambou para um FLA x FLU que só beneficia ao criminoso. Mas, como também foi dito, ninguém parece se importar muito com isso. Você, que pensa como este desprestigiado blogueiro, que não tem sequer um bannerzinho, uma tag “doação segura”, um “AdSense”, enfim, que não ganha um centavo para postar aqui, e usa a internet para se informar e se expressar LIVREMENTE, deve estar perdido. Acredito muito na força da internet, mas nem um pingo nas maioria das pessoas que a manejam.

Aqui mesmo tem postagens minhas que hoje eu não publicaria, mas não apago porque não sou covarde nem tenho vergonha do que escrevi. Só acho que fui “induzido ao erro” por ingenuidade ou tosqueira próprias. Existe muita coisa contraditória nesse espaço, e encaro isso como sendo a maior prova de que NÃO ESTOU A SOLDO DE NINGUÉM

De todos os blogs que eu leio, o que mais irrita é a chamada “visão seletiva dos fatos para embasar uma opinião”. Sim, claro, todos nós fazemos isso. Para justificarmos nossas teses, enviesamos o discurso, apoiamo-nos em meias-verdades. A diferença é que a maioria está fazendo (notadamente na cobertura Dantas) FINGINDO SER SANTO, isento, imparcial. E parece que dá certo, pois esses blogs têm uma legião de seguidores fiéis, que visitam o blog do amigo para incensá-lo, e vão ao do inimigo para achincalhá-lo. Mas, e daí?

E daí, amigo, que esse é o jogo do poder: cegar a todos para que ninguém possa derrubá-los. E a internet dá aos seus usuários (leitores) uma falsa sensação de “saber o que se passa”, pois o seu caráter anárquico confere um status de liberdade que, infelizmente, constato que não existe. Então fica aquele bando de zumbis, clicando pra lá e pra cá, achando que estão “participando” da internet, quando não passam de meros soldadinhos a repetir o que o mestre mandou.

Posso, “sem querer, querendo”, jogar um balde de gasolina no “personagem” da foto acima e tacar fogo, mas não dá pra paralisar os servidores da internet. Não é censura o que se propõe aqui: é HONESTIDADE. A mesma honestidade que esses blogs pregam, quando denunciam autoridades. Quero que as pessoas tenham lado e DIGAM QUE TÊM LADO; que os “interesses inconfessáveis” sejam confessados; o velho e bom “o que somos e ao que viemos”. A “limpeza do Brasil” começa pela imprensa.

Após mais essa “polianice”, nos próximos posts dispararei calúnias, injúrias e difamações aos blogs mais acessados na internet, inclusive aos que eu gosto.
Anúncios

2 Responses to A opinião dos fatos

  1. Humberto Capellari disse:

    Tá trabalhando, hein, cara?
    Vem cá…essas coisas que você tem escrito:tem gente escrevendo merda, algum visitante?

  2. Vinicius Duarte disse:

    Aqui, não, mesmo porque eu não modero comentários. Mas nos blogs dos outros…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: