Polêmica Bambi

O Juca Kfouri (sempre ele…) veio com essa (publicando um texto do Fernando Gallo – CBN – e uma charge do blog felldesign): o torcedor do SPFC deveria assumir a alcunha “Bambi” para neutralizar os ataques dos adversários, tal como fez a SEP nos anos 80, assumindo o “Porco” e deixando o pobre periquito para trás. 
Por aqui, a resposta é a seguinte: quanto mais mexe, mais fede. Vide a charge, mostrando um cervo marombado e com cara de mau, usando um shortinho a la “Go-Go-Boy” com o escudo tricolor. E o texto, então, tem essa pérola:Sugiro à torcida que teça uma enorme bandeira com um bambi muito másculo sentado à mesa, devorando os restos de um porco e de um gavião!“. Bambi muito másculo??? Por que? Você acha, Gallo, que “futebol é pra macho”?Ah, tá, então o “Bambi” é, realmente, a melhor opção em mascotes. Veja a foto ilustrativa acima: não dá “meda” de enfrentar o Bambi? Veja a “cara assustada” do Tambor!
O Axioma Geral dos Apelidos Retumbantes (AGAR) – isso é matéria do Ensino Fundamental, não lembram? – é muito claro:
1 – Se o apelido é bom, “pega”, quando presentes as seguintes condições, conjuntas ou isoladas:

1.a) O criador do apelido for popular, dotado de senso de humor e reconhecidamente ser autor de boas tiradas;

1.b) O apelidado demonstrar abatimento pelo apelido;

1.c) O apelidado negar insistentemente a existência da característica geradora da alcunha; se realmente não existir, pior: a negação veemente terá efeito de confirmação, só para não estragar o apelido.

1.d) O apelidado hostilizar, ameaçar ou agredir a todos os que pronunciam o apelido; se o alcunhado for muito violento, o apelido “pegará” de forma retumbante, mas só será usado longe da sua presença;

1.e) O apelidado, não tendo as qualidades descritas no item 1.a acima, tentar contra-apelidar o alcunhante, visando desviar a atenção dos demais para o seu próprio apelido.
No “caso Bambi” estão presentes todas as condições acima. O “Bambi” caiu na boca do povo. Paciência. Mexer com isso é jogar fogo na gasolina.
Agora, querer transformar um apelido jocoso em elogio ou qualificação positiva, é demais. Imagine um moleque que, aos cinco anos, seja apelidado de “Zé Meleca”, pela mania de enfiar o dedo no nariz e comer o coletado. O cara cresce, e arruma uma namorada. Aí ela manda essa, na hora do “rala-e-rola”: “vem, vem com essa meleca toda em cima de mim! me lambuza toda, Melecão!”.  
Voltando ao caso, pense no grito de guerra: “Soooou, eu sou um Bambi eu sooou, vou dar porrada eu vou, e ninguém vai me segurar! Nem a Peeme!”. Ou, para sair do campo das “organizadas”: “Vamo, meu Bambi, vamo meu Bambi, vamo ser campeão!“. 
A comparação com o “caso Porco” é descabida, mesmo porque, excetuando-se a comunidade judaica, poucos têm algo contra os porcos. São animais domésticos, próximos do homem. E porco é bicho um tanto bravo, ainda enseja algum senso de competição. Cervos (o Bambi é um cervo) são herbívoros e sempre levam a pior na cadeia alimentar. Só pra sacanear: sempre são “atacados pelas costas” por leões e tigres. Fazer dele um “herói vingador” nem o melhor marqueteiro do mundo vai conseguir.
Eu não ligo nem um pouco quando os corintianos me chamam de “bambi”, mas camiseta do Bambi só fica legal em criança até uns 6 anos. E essa aí do “SuperBambi” eu não vou usar porque eu sou macho, porra!
Anúncios

4 Responses to Polêmica Bambi

  1. André Luís Nogueira disse:

    Além de tudo o que disse a sonoridade da palavra “bambi” também não é nada forte.
    Além do simpático animalzinho (bambi combina com diminutivo)ter chifres.
    Os corinthianos somos chamados de gambás e galinhas. Galinhas e gambás são mais valentes do que bambis, embora menores e mais fracos fisicamente. Jamais assumiremos tais alcunhas, mas também não ligamos para elas.
    Os analfabetos, desdentados e bandidos afetam mais nossa honra.
    That’s all folks! (pra manter a linha desenho animado)

  2. carlos pizzatto - blog do carlão disse:

    Assino embaixo.

  3. parelli disse:

    Pelamordedeus!!! Isso é coisa de curintianu. Esse Fernando Gallo é um coitado de um paga pau do Juca Kfouri, que é um corinthiano descarado e só postou essa matéria para dar uma de pseudo-liberal ao inves de assumir o sarro e aguentar o revide…

    Sinceremente, foda-se. Quem quizer adotar o bambi como simbolo que adote, mas que passe bem longe de mim…

    Um Hexa-Tri abraço.

  4. Vinicius Duarte disse:

    CQD: quanto mais mexe, mais fede.

    Vamos deixar quieto… quem sabe, passa. Antigamente nos chamavam de “pó-de-arroz”, caiu no esquecimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: