Record x Globo: é fácil ficar com a Globo?

“Na briga da IURD contra a Globo é fácil ficar com a Globo.” (Juca Kfouri)

Será? Seria, caso o interesse da Globo fosse somente desmascarar mercadores da fé. Seria, caso o objetivo das denúncias fosse alertar o povo contra estelionatários e golpistas. Juca Kfouri, funcionário das Organizações Globo, teria tudo para saber que não é. Mas finge não saber. E ainda diz que pessoas “estão manchando sua biografia“, ao defenderem a Record. Pode ser, mas, e quem defende a Globo, não está querendo que tudo continue como está? E isso não mancha a biografia, também?

Alguém acredita que o objetivo da emissora carioca se opor a IURD é eminentemente de informação ou esclarecimento? Será que a Globo dedicaria quase 50 minutos em uma semana, em seus telejornais, caso o Edir Macedo fosse somente um pastor pilantra “comum”, sem rede de TV, recebendo as mesmas acusações do MP? Se Edir não fosse um cara que está “bagunçando” o cenário da comunicação televisiva, injetando um dinheiro absurdo para assumir a liderança de audiência, disputando direitos televisivos de competições esportivas antes exclusivas da Globo (jogos olímpicos-2016, por exemplo), fazendo propostas milionárias para astros das outras emissoras, inflacionando o mercado? Qual o verdadeiro objetivo da Globo: acabar com Edir Macedo ou acabar com a Rede Record? Ou com os dois?

Assegurar que “ficar do lado da Record” é fazer vistas grossas aos atos de Edir Macedo seria o mesmo que dizer que “ficar do lado da Globo” significa corroborar todos os seus atos comprovadamente malévolos dos últimos 40 anos? Para alguém minimamente inteligente, não. Mas para JK, parece que sim, mas só no caso de quem defende a Record; quem defender a Globo, está bem na foto, com biografia bem limpinha. Quando o “limpo”, mesmo, é quem luta contra os podres das duas.

O verdadeiro motivo da ira da família Marinho é a concorrência desleal da Record. Não há nada de “moralizante” nessa insurgência da Globo contra Macedo. Os fiéis da IURD são o “BNDES” da Record, mas um “BNDES” que não cobra o empréstimo e, a cada culto, ainda aumenta o limite de crédito oferecido à emissora do bispo. É contra isso que luta a Globo! Ela não está nem aí para quanto os fiéis colocam na sacolinha, nem para quantos templos tem a IURD, contanto que esses recursos não sejam usados na TV Record. Mas quem é a Globo para acusar outrem de concorrência desleal, abuso de poder econômico ou tráfico de influência, Juca?

Os crimes são os mesmos, de Record e Globo. Só mudam as vítimas e a arma do crime. Eu não vou defender nenhum dos dois criminosos. Você vai, Juca?

Anúncios

12 Responses to Record x Globo: é fácil ficar com a Globo?

  1. Stella disse:

    Essa briga é o “Escãndalo do Senado II”, o sujo falando do mal lavado e sem nenhuma intenção de desinfetar o ambiente. Não há santos, nem boas intenções nessas histórias. São nossas velhas conhecidas. Se as duas explodissem, a mim não faria a mínima diferença, ou melhor faria sim, o “ambiente” ficaria muito mais limpo.

    É isso aí, Stella. Ficar de um lado, seja ele qual for, é uma merda.

  2. saulo disse:

    Rapaz, isso tá dando o que falar. Está tudo nebuloso.

    saulobotafogo.blogspot.com

  3. Você só esqueceu que a briga Globo x Edir Macedo vem desde que o bispo foi preso – antes da compra da TV Record, que provavelmente foi feita com a intenção de derrubar a Globo.

    A briga da Globo é com a Universal/Edir Macedo. O fato de atingir a Record é um plus – que certamente os Marinho estão gostando muito.

    Honestamente, não gosto da hegemonia da Globo na TV brasileira, mas não acho que trocar a Globo pela TV Edir Macedo seja válido. Até porque a Record é nada mais do que um xerox da Globo.

    Quando o bispo foi preso, a Record já era dele, não? A Record pode até ser uma cópia (e eu acho que geralmente, quando se tem um padrão, a tendência é copiar o padrão) da Globo, mas os métodos das duas emissoras de alcançarem seus lugares não permite que se fique de qualquer um dos lados: as duas estão erradas. Foi isso que eu tentei dizer.

  4. Olá a todos,
    rapaz, eu queria ver onde o Juca disse isso. Você tem o site ai? Muito me admira ele se meter nessa cumbuca que não tem ganhador…só perdedor.
    Escrevi também sobre o embate Record e Globo no Picaretas…com um outro viés. Afinal, quem é que vai piscar primeiro?
    http://picaretasdatavola.blogspot.com/2009/08/quem-pisca-primeiro.html

    Abraços a todos
    Felipe

    Felipe, o Juca disse no blog dele e na coluna da FSP de domingo. A coluna foi reproduzida no blog, e no final tem essa observaçãozinha. Abraço

  5. Alê disse:


    Oi.

    Assisti ontem o especial da Record. A meu ver o ponto alto, digo; baixo, foi a “entrevista” chapa branca com o pEdir.
    Achei curioso, pois o pEdir tá magrinho, franzino e fiquei pensando que se ele tirasse os óculos e adotasse um bigode, ia ficar a cara do Roberto Marinho (e pensar que as teorias de Cesare Lombroso não tinham fundamento…)

    De mais a mais, trocar Globo por Record, ou Igreja Católica por Igreja Neo Pentecostal, me parece a mesma coisa que trocar bosta por merda. Exatamente no quê, uma é melhor que a outra?

    Quem se dispõem a defender qualquer um dos quatro lados, é porque tem interesse pessoal. Ou então é burro mesmo e merece pastar.

    Fico imaginando como seria, se as duas emissoras, se dispusessem a investigar/denunciar políticos do legislativo/executivo e membros do alto escalão do judiciário com o mesmo empenho, tempo e profundidade.

    Alê

    É por aí mesmo. E o (p)Edir Ma(is)cedo realmente tá mal de saúde. É melhor ele ir na fogueira santa, comprar a garrafinha de água do Rio Jordão e orar bastante, porque alguém tá chamando ele (não sei se o lá de cima, ou o lá de baixo…). Mas a que palhaçada a menina lá se prestou, hein? O ponto “alto” foi ela falar que tava com medo de perder o emprego

  6. Alê disse:


    Ué. E quem que não teria medo de perder uma boquinha dessas em NY?
    É deprimente? É.
    É indigno? É.
    Vai de encontro aos príncipios éticos do bom jornalismo? Vai.

    Mas e daí?
    No Brasil ninguém tem vergonha na cara mesmo. Aliás, nem eu. Fosse comigo, teria feito uma “entrevista” muito pior, provavelmente matando meus pais/filhos/esposa de constrangimento e me lixando pro que os blogueiros/twitteiros/orkunautas e coleguinhas de imprensa iriam comentar.

    Se lá em cima, em Pasárgada (a.k.a Brasília) pode se cometer qualquer ato vergonhoso/imoral/obsceno e nem por isso os nossos “nobres” representantes deixam de se tratar por excrecê…digo; excelência porque aqui embaixo, no curral, seria diferente?

    Essa merda toda virou a festa do apê, faz tempo.

    Alê

    É, é foda, mesmo.

  7. Thiago Ferreira disse:

    Vinicius. Falando so de Televisao, deixando de lado outras coisas, eu prefiro a Globo. Da Record so gosto da Ana Hickmann. Nao gosto do Cleber Machado e do Galvao, porque sao anti-corinthianos.
    A Record, ta copiando tudo, so falta fazer um reality na madrugada do descarrego.
    So por curiosidade, nesses ultimos dias dei uma olhada e vi um programa, 50 por 1,onde Alvaro Garnero desfila pelo mundo, nos mais caros lugares do planeta, terminando com um tin-tin com um baita vinho, ou whisky, daqueles que uma dose, custa os olhos da cara. Eh semanal, todo sabado. Putz.
    Que beleza cara. To gostando desse negocio de “teologia da prosperidade”. kkkkkkkkkkk
    Gostei da parte que o bispo falou que religiao eh uma desgraça para a humanidade. Puta sinceridade cara.kkkkk

    E eu cada vez vejo menos televisão, Thiago.

  8. Ademir disse:

    Juca anda perdendo cada vez mais oportunidades de ficar calado.
    Simplesmente não há lado, ponto. Ambas são, e foram, nesfastas para a sociedade brasileira.
    Que fiquem se queimando por conta de interesses escusos.
    Mas gostaria que isto estivesse acontecendo como reação de uma sociedade mais democrática. Pena, no Brasil as mudanças só acontecem quando as elites ficam de briguinha…

    Verdade, Ademir. E os “não-elites” acham que tem de apoiar um dos brigões, em vez de aproveitar os xingamentos que um desfere contra o outro na briga, para cobrar dos dois um pouco mais de compostura… Tudo aqui vira fla-flu, e o responsável é a torcida.

  9. Thiago Ferreira disse:

    Fui no blog do Juca, e não achei nada sobre a Globo, e Record. Mas li essa mancada dele, sobre uma declaraçao de Mercadante:

    “Neste sábado, o PT de SP fez um grande ato político, c/ + de 4 mil militantes, para receber, com entusiasmo e esperança, a companheira Dilma.
    Neste ato foi feita a filiação do pres. do Corinthians, Andrés Sanchez, e eu o cumprimentei dizendo que era o cumprimento de um santista.
    E ele falou: “eu sei que é o cumprimento de um santista, mas acima de tudo somos petistas”.6:53 PM Aug 8th ”

    Comentario do Juca:
    “Ou seja, Sanchez se diz mais petista que corintiano, coisa que nem o presidente Lula, provavelmente, teria coragem de dizer…”

    Qualquer idiota entende que Sanchez se referia ao fato de serem adversarios no futebol, mas ambos petistas.
    No entanto, a interpretaçao que Juca deu, foi para desmerecer o Sanchez perante os torcedores.
    Que nao gosta de Sanchez, tudo bem, que nao gosta do PT, idem, porem distorcer o sentido do texto, considerei um abuso a inteligencia do seu leitor.
    Ainda bem que nao leio e nem frequento seu blog.
    Mutcho afetado pro meu gosto. ehehehehe

    A frase que eu destaquei está no final da coluna de domingo dele na Folha de SP. E essa aí também foi de doer.

  10. Nilton Filho disse:

    É fácil ficar contra as duas emissoras…Uma tenta através do “monopolio” dominar pessoas com mentiras… ou com o que julga conveniente… A outra é apoiada pela fundação Igreja-Empresa, que toma de uns pra dar para outros…no final, tudo vai ficar do mesmo jeito… e bola pra frente…

    Exatamente, Nilton. É fácil ficar contra as DUAS. Ficar a favor de qualquer uma é roubada.

  11. André Nogueira disse:

    Uma tem fonte infinita e não tributada de investimentos, o que configura “dopping” financeiro.

    A outra omite toda e qualquer informação que possa atrapalhar seus “investidores” e investimentos. Vide falcatruas do Pan que foram substituidas por “heróis” que sem apoio conseguiram disputar os jogos. Como dizia JBJ, deu (até) no New York Times.

    É triste saber que para a opinião geral, só o que sai no Jornal Nacional é relevante e verdadeiro. Mais triste ainda é saber que a globo nunca noticiará nada relevante e que possa mudar o rumo das coisas.

    Quem é pior? O jornalista da Globo que garante seu emprego assassinando a ética e virando um simples omisso ou o da Record que se sujeita a lamber o saco do Edir?

    É deprimente, no sentido psicopatológico da palavra…

    Aliás, por falar em “ídolos do Pan”, o Jadel Gregório tá perdendo em Berlim até de um chinesinho de 1,70m… hehehe… Falta “só” aumentar o salto em 1m para ele chegar ao ouro!
    “Vai, Jadel!” “Vai, Thiago!”… Quem ganha é a Maureen e o Cielo! Eu adoro isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: