Trânsito de SP, a indústria da infração

É isso aí, Nilton! Caneta neles!

É isso aí, Nilton! Caneta neles! Foto: Maurício Stycer - IG

“DUAS multas no mesmo lugar e na mesma hora? PQP!!”

Foi o que eu disse ao saber da notícia. Mas, se alguém pensa que este texto aqui vai fazer discursinho da “indústria da multa de trânsito”, pode parar de ler isso agora. Passar bem.

Todo brasileiro se acha o filho bastardo do Ayrton Senna: “dirijo bem pra cacete!”. Dirigir um automóvel no trânsito não tem nada a ver com manejar bem a máquina. É, na verdade, um dos exercícios de convívio coletivo mais difíceis que existem. Exige que você conduza um treco de 900 kg. ao lado de milhares de outros trecos de 900 kg., obedecendo a uma série de estímulos visuais e auditivos espalhados pelo caminho, e saiba de cor um calhamaço de papel chamado CTB – Código de Trânsito Brasileiro.

O que acontece, via de regra, é que as pessoas, com o tempo, relaxam e pensam que os tais estímulos são enfeites na via, e que o CTB entrou por osmose na cabeça delas. Sobre o Código, perceba que, com a nova lei que obriga na renovação da CNH o “curso de reciclagem”, ninguém quer fazer e procura “quebrar” o exame. Dizem que é “perda de tempo”, mas tenho pra mim que o principal motivo é o medo de não passar.

De todas as histórias de autuações recebidas que eu já ouvi, em NENHUMA o condutor disse que não cometeu a infração anotada. Apenas criticou o rigor na aplicação da lei. “Pô, eu passei a 63 km/h, num limite de 60!”; “Ah, meu cartão de estacionamento ‘estourou’ 10 min. e já fui multado”. E o mais engraçado é que essas mesmas pessoas costumam dizer que aqui é o “país da impunidade”. Qual é a dose de rigor a ser empregada pelo poder público? E em quais casos? Com todos, menos conosco?

Ponhamos as barbas de molho: as prefeituras estão (acertadamente) investindo pesado em fiscalização de trânsito, e a tendência é a quantidade de multas aumentar MUITO, porque o motorista médio brasileiro é indisciplinado e desatento, e só não é autuado cada vez que liga o carro porque é impossível fiscalizar totalmente uma frota tão grande. Ainda é, pois os carros devem sair de fábrica, em breve, com um chip de monitoramento implantado. Aí vai ser um festival de papeizinhos amarelos. Nego vai dar uma volta no quarteirão e voltar com 8 pontos na carteira.

Em tempo: duas multas justíssimas. Paguei, não bufei e prometo ser mais atento daqui pra frente. Sinceras desculpas por meus erros, cidadãos de SP. Sim, porque cada vez que me chega uma autuação, eu sei que ajudei a tumultuar o trânsito de outra pessoa, e por isso fui punido.

Ah, e aproveitando: dia 22/09 é o Dia Mundial Sem Carro. Deixe seu possante estacionado (em local permitido, claro), e teremos o Dia Mundial Sem Multas.

Anúncios

7 Responses to Trânsito de SP, a indústria da infração

  1. saulo disse:

    Dirigir nesse trãnsito de São Paulo não é nada fácil e tem que ter uma atenção dobrada.

  2. Por lei o dinheiro arrecadado nessas multas deveria ser usado para a melhoria da sinalização e melhoria das vias públicas. Na verdade usam para contratar funcionários.

    Sim, concordo. Aqui em SP, a arrecadação decorrente das multas é misturada com outras verbas. Mas isso é outra discussão, e deve ser levantada em outra circunstância.
    Em suma, se há muita multa, é porque há muita infração. O que quero levantar neste post é a indisciplina crônica dos motoristas de SP, e do esperneio irritante quando são pegos com a boca na botija.

  3. Todo dia levantam-se dois indivíduos, o esperto e o otário; quando os dois se encontram é fatal que um vai se ferrar. Acontece com os motoristas e os guardinhas. Quando o motorista “está” esperto o guardinha “está” otário, ai vira piada e festa pro esperto. Quando é o contrário quem “estava” esperto esbraveja, nega.
    É ou não é assim?

    Sim, e, infelizmente, não é só no trânsito, hehe.

  4. Ah! O Ronaldo voltou! Putz que cabaçada.kkkkkkkkk

    Ele vai ter de voltar é para a mesa de cirurgia do Dr. Hollywood, logo, logo. Que banha, hein? Ele fez lipoaspiração ou injeção de gordura?

  5. Barriga por simpatia: A mulher está grávida e ele é quem engorda…

  6. […] coisas deixam meu dia mais nublado do que ouvir/ler esta idiotice. Eu já escrevi a respeito várias vezes, mas o tema é inesgotável. O(s) autor(es) desta lapidar frase só merecem um adjetivo: […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: