Começou a pancadaria eleitoral

Pense! Afinal, você não é um playmobil, né?

UFC Eleitoral 2010! O couro come na blogosfera engajada, de bombordo e de estibordo. E, por aqui, no cesto da gávea, de perna-de-pau e luneta, o pirata do limoeiro acompanha o balançar da embarcação, atento.

A bombordo, acusações aos marujos do boreste de estarem promovendo um levante sórdido, com “esquemas barra-pesada”, desmoralizando-os perante o capitão com fofocas e denúncias falsas. A estibordo, reclamações de favorecimento aos contrários, com a cooptação dos cozinheiros, que lhes forneceriam refeições mais robustas em troca de agrados e elogios.

Cabe a você, capitão, saber ouvir os dois lados e perceber as incongruências nos DOIS discursos. Para isso, tem de prestar muita atenção, pesquisar e PENSAR se o que os revoltosos (de ambos os lados) andam dizendo faz sentido. Ficar olhando só pra um lado do barco obnubila a visão e causa enjôos desagradáveis.

Este é um convite à reflexão, apenas isso. Todos temos nossas preferências (eu também), mas isso não pode nos tornar fanáticos cegos. Tem uma enxurrada de merda sendo espalhada por aí, e repetida por muitos como se iguaria fosse.

E vale sempre a máxima: o inimigo do teu inimigo não é, obrigatoriamente, seu amigo.

Anúncios

14 Responses to Começou a pancadaria eleitoral

  1. Bobo da Corte: Alceu Valença
    Nem todo o beijo é pecado
    Nem toda fruta é maçã
    Nem todo réu é culpado
    Nem toda culpa é cristã
    Nem toda carta é marcada
    Nem toda lente é ray-ban
    Nem toda noite é noitada
    Nem toda luz é manhã…

    Por isso eu exijo respeito
    Por teu desmantelo
    Teus olhos vermelhos
    Se vendo no espelho
    E querendo voar…

    Por isso eu exijo respeito
    Por duas palavras
    Na bôca da noite
    Na bôca do bôbo da corte…

    Isso aí. E nem todo Conde é da elite opressora. 😉

  2. André disse:

    Mesmo sabendo que essa guerra seria inevitável, dá um desânimo danado. Tomara que o Natal chegue logo.

    Feliz Natal antecipado.

  3. Alê disse:


    Repetindo o que eu já havia dito por aqui no finalzim do ano passado: Acredito em todas as denúncias que leio, seja de qual lado vier. Tá tudo tão podre e corrompido politicamente que denúncias se equivalem, se somam e se anulam.

    No outro polo: Não acredito em nenhum elogio que leio, seja de qual lado vier. Tá tudo…blablabla

    Nariz Gelado, escreveu recentemente que a classe média só faz indignar-se e ficar conversando esterilmente consigo mesma, ao passo que pobres e ricos não estão nem aí com questões envolvendo moralidade pública, desde que o deles esteja garantido.

    Infelizmente sou obrigado a concordar.

    Alê

    Ps. Mas se a sua ideia, Vinicius for botar fogo na maloca, posta aí coisas polêmicas, que a gente se engalfinha, apenas pelo prazer de debater…

    Nem é isso, pelo contrário: esse é um post convidando à reflexão e à serenidade. A chave é informação e reflexão. Essa deveria ser a tônica do debate político, não fazer tudo virar um programa do Ratinho. Pode ter certeza que eu vou colocar muita coisa polêmica aqui, mas sempre convidando as pessoas a pensarem se faz sentido ou não. Afinal, não tenho interesse pessoal nesta contenda marítima.

    • Alê disse:


      É. Mas a questão que prevalece: Confiar nas informações divulgadas por quem?

      Somos manipulados o tempo todo, recebendo informações vinda de lugares que não conhecemos e transmitidas por gente que não sabemos quem é.

      Confiar nas revistas, nos jornais da tv, nos jornais? Como?

      Eu, há anos, me sinto vivendo dentro da matrix.

      Alê

      Não dá pra confiar cegamente em NENHUMA fonte (não é de hoje, sempre foi assim). Como eu faço? se escuto algo no JN, p/ex., penso: “não é 100% verdade, mas também não é 100% mentira”. Aí, se o assunto me interessa, vou cavocando outras fontes e formo o meu convencimento sobre o assunto. Como dá muito trabalho fazer isso (é muita fonte), eu já descarto, de cara, as fontes que afirmam que a notícia é 100% falsa ou verdadeira (a não ser que todas apontem para este percentual – o que é raro).

  4. Alê disse:


    É mais ou menos o que faço. Assisto Jornal da Band, pulo pro JN, pulo pra RedeTv!. No meio tempo, deixo a tv ligada na Record News.

    E leio tudo o que encontro sobre determinado assunto. Inclusive radicais de esquerda/direita, fazendo o raciocínio inverso.

    De fato, é muita fonte na net, mas a maioria é baseada em copy-cola parafraseada. Basta uma leitura diagonal dos dois primeiros e dois ultimos parágrafos para saber do que se trata.

    Gente que sabe escrever com consistência e argumentação inteligente é produto escasso. (considere isso um elogio, não uma adulação).

    E tem os jornais e revistas, né? Eu gosto do Estadão, pela sobriedade dos textos em geral e pela linha editorial clara e definida. A mesma há mais de um século.

    Alê

    O Estadão tem lado, mas toma mais cuidado com a notícia, apura melhor.

    • Alê disse:


      Sim. O Estadão tem lado e o lado dele é sempre o mesmo. Esteve à esquerda de GV e dos milicos e está à direita do PT. O que mudou não foi o jornal, foram os governos.

      É para a elite neoliberal, sei bem, e acho ótimo ler um jornal que diz a que veio. Se aquela pasquim panfletário raivoso (esqueci o nome… Causa Operária?) não fosse tão caricato, tão absurdo e tão ruim, eu o leria tb.

      Acho que para balizar nossas fontes, seria interessante que quem comentasse, dissesse o que/quem lê/ouve/assiste e se é baseado nessa fonte que emite sua opinião.

      Alê

      Taí a sugestão.

      • Lucius disse:

        Eu nunca gostei do formato do Estadão (letra, diagramação). Achava cansativa a leitura. Com essa mudança recente vou tentar novamente.

        Ele é (era?) um jornal meio “à moda antiga”. Eu, particularmente, prefiro. A Folha parece página da internet. Internet é aqui.

  5. Valmir disse:

    Um dedim de prosa.
    Saem os milicos.
    Passado o efeito Collor (um país que bota um cara desses na presidência … sei lá o que merece, viu ???), quando FHC, com a eleição nas mãos, se aliou ao Pefelê, deu-se pra notar, com rara nitidez, que ali já tava tudo dominado !!! Essa venda de apoio, a preços bem salgados, é a única coisa comum que temos desde o início da abertura. Pra governar, só entrando nesse torniquete … Foi FHC, foi Lula, será quem vier … O Pefelê pode ter virado PMDB. Mera mudança de nomes … o modus operandi é o mesmo.
    E só deu Lula lá porque eles mandaram tudo às favas e entraram nessa ciranda, apenas para tomar o poder …
    O ministério e os apoios dados por Lula estão aí p´ra confirmar … só vendendo a alma p´ro capiroto, se quiser governar.
    Se, no meio do caminho, deu p´ra fazer alguma coisa pela turma do andar de baixo, credite-se basicamente ao fodão da realpolitik, Lula … saiu daí, não sei o que vem, não.
    Votar deixou de ser um exercício de alegria e esperança e vem passando a ser um momento de raiva e desorientação.
    É, Vini, até pra você não optar por lado algum tá complicado, né ??? Esse seu belo texto aí, tendo que rebolar, explicando para A e B que você não é nem um, nem outro, muito pelo contrário, foi um exercício danado.
    Em tempos de polaridades imbecis e beligerantes, até em jogo de curling fica difícil discutir.

    Abrassssssssss

    É, e a turma da patrulha anda vasculhando o blog em busca de “textos comprometedores”, enviando mensagens no twitter perguntando “de que lado eu estou”. Daqui a pouco eu vou estar presente na “reunião do Krieger para a estratégia Serrista contra os blogs independentes”.

  6. CHAPA BRANCA NAO SENHOR !!!

    MARINA SILVA PARA PRESIDENTE !!!

    SAUDACOES TRICOLORES !!!

    ***(*) ******(*)

    Caraca, tu só aparece aqui em dia de jogo da Liberta? 😀

  7. Carlos disse:

    “o inimigo do teu inimigo não é, obrigatoriamente, seu amigo.”

    Realmente, não é um triangulo amoroso, e sim um triangulo odioso, nénão?

    Ô, se é. Os caras exalam ódio por todos os poros.

    • André disse:

      Não sei se tem tanto ódio assim nos posts dessa turma. Normalmente tem muito mais ódio nas caixas de comentário, onde os seguidores de cada lado são muito mais ferozes que os seus “gurus”. As eleições passam, as forças se rearranjam, alguns generais mudam de lado, os soldados feridos se lascam e os problemas reais ficam sem discussão.

      Nos posts, realmente, não tem ódio explícito (mesmo porque os caras não vão dar a cara diretamente a tapa), apenas incitamento ao ódio da claque. E, no final, acontece isso aí mesmo: cada um pro seu lado, contando as vantagens.

  8. O foda mesmo, pelo que eu tô vendo, vai ser na hora de votar e ver que só vai ter a Dilma mesmo…Que dureza! Só tomando um Dreher, que desce macio e reanima…

    Putz, e eu que nem tomo conhaque… Opa, merchan disfarçado de comentário??? 30% pro titio aqui. 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: