CBF, uma CNI que dá lucro. Pode isso, Arnaldo?

Flávio Gomes escreveu isto no seu Blog da Copa. O Rob Gordon achou bom, mas quixotesco; o Gravataí Merengue achou que era um monte de merda e devolveu com isto. E eu? Eu vou de mundo corporativo, sindicatos, verminose e outros bichos.

A CNI (todos devem saber) é a Confederação Nacional das Indústrias, entidade sem fins lucrativos que congrega as Federações das Indústrias estaduais (FIESP, FIRJAN, etc.). O mesmíssimo esquema que temos na CBF, a entidade que congrega as federações futebolísticas. Mas existe uma diferençazinha aí: A CNI existe para defender os interesses das indústrias, e a CBF existe para defender os interesses DELA MESMA (como se autônoma fosse).

A CBF é uma fábrica de futebol disfarçada de entidade de classe que ganha MUITO dinheiro arrancando temporariamente jogadores dos clubes e vendendo sua própria imagem – construída, é claro, pelos clubes e seus atletas -, mas dá uma banana a todos eles. Afinal, quem elege o presidente da CBF são as entidades regionais. Para a CBF, TANTO FAZ ONDE O CARA JOGUE, ela convoca do mesmo jeito. Se os clubes brasileiros quebrarem, FODA-SE, aqui é um criadouro de craques, exporta pra quem pagar melhor e você, que torce pro teu time de coração (NINGUÉM aqui TORCE PRA CBF, ok?), se contenta com a sobra (Washington, Souza, Marquinhos…). Aí, a cada quatro anos, você pode se deleitar com os craques que nunca viu ou verá jogar no estádio. Exatamente como as seleções africanas, não?

Em última análise, não faz sentido a qualquer um ser representado por alguém que visa ao lucro ou obtém superávits absurdos praticando a mesma atividade que você (a CBF “não visa ao lucro”, mas superávit não falta por lá e ela “tem um time”), pois, em vez de representante, o ente classista pode tornar-se inimigo do associado que diz representar, caso seu próprio interesse assim exija. Alguém imagina a CNI montando uma “fábrica temporária” de carros com empregados e máquinas “convocadas” da FIAT, VW, Ford? Pois é, então.

Ah, mas quem elege as federações regionais são os clubes! Claro, naquele velho esquema onde o voto do SPFC, do SCCP ou qualquer clube grande vale o mesmo que o do Atlético Sorocaba do Reverendo Moon. E é exatamente aí que reside a diferença entre a CNI e a CBF: se entre as indústrias existe articulação política para que o presidente da FIESP seja alguém comprometido com os associados e eleja, consequentemente, para a CNI alguém com as idéias desses mesmos associados, para a FPF é eleito alguém de interesse DA PRÓPRIA CBF. E como ela é a única entidade classista capaz de gerar receita “própria” e é fiscalizada por ninguém, quem entra não larga o osso! Isto explica o porquê do Ricardo Teixeira estar lá há 21 longos anos. E ficará quanto mais tempo desejar. E colocará em seu lugar quem ele quiser. E os clubes permanecerão na pindaíba que estão, dependendo, de tempos em tempos, de “operações salvadoras” como timemanias, REFIS e outras benesses governamentais.  As indústrias também quebram – e também recebem benesses governamentais -, mas não por ingerência ou CONCORRÊNCIA da CNI ou da FIESP.

E a solução? os CLUBES têm de eleger seus representantes de classe. Mas como, se a estrutura não muda? ORA, CORROMPA-SE a estrutura! Os grandes clubes têm de se ASSOCIAR aos pequenos, montando células à prova de corrupção Cebeefense e lançar candidatos próprios, que contarão com os votos dos grandes E dos pequenos associados. Uma maioria constituída fora dos corredores das federações. É muito mais fácil, rápido e democrático do que ficar lutando contra o “voto unitário”, coisa que alguns fazem há 20 anos e não dá em nada.

Do jeito que está aí, os clubes ficarão sempre fracos, mas a CBF será cada vez mais forte, como uma lombriga que enfraquece o hospedeiro e cresce sem parar dentro de seu intestino. Dizem que lombriga mata o homem, mas demora bastante. Vão esperar até quando?

Anúncios

17 Responses to CBF, uma CNI que dá lucro. Pode isso, Arnaldo?

  1. Quase todas as entidades sem fins lucrativos(clubes, igrejas, associações, fundações e institutos) conseguem um nível de disputa entre os membros para assumir a presidencia que beira o ridículo. Pilantropia, pura e tenho dito!

    Só que uma entidade não concorre com o filiado, e, ainda, usando a matéria-prima dele.

    • O esquemão me parece que é: O Clube/Liga é filiado a uma federação, que é filiado a Confederação que é “acoloiada” com o Comitê Olímpico.

      O presidente da Liga de Futebol da Vila Nhocuné tem um voto igual ao presidente do SCCP na FPF

      Sim, tem. E é isso que precisa mudar. Se não pela alteração estatutária, pela articulação política dos clubes.

  2. A CNI congrega os industriais e – além de federações. Desse modo, eles estão aptos a dar pitacos em sua diretoria, em sua composição, bem como em seus gastos e investimentos. Não há qualquer entidade “acima” da CNI.

    A CBF, por sua vez, congrega federações estaduais e clubes, cujos dirigentes votam em sua diretoria. Mas ela não é a entidade máxima de coisa alguma, pois deve satisfações à FIFA. A analogia, portanto, não está correta. Se um clube não cede jogador à CBF, a sanção é aplicada pela FIFA – entre outras coisas, como o jogador que recorre à justiça comum, p.ex.

    Culpar a CBF por todos os males é, como expliquei em resposta a seu comentário, culpar uma retransmissora de Ribeirão Preto quando se pretende atingir a Globo. Quem normatiza o futebol mundial e sobre ele aplica todas as regras é a FIFA. A CBF é quase uma estafeta que, sim, ganha muito bem. Mas TODAS as sanções são aplicadas pela Federação Internacional.

    Até mesmo os contratos mais polpudos, aliás, são fechados pela entidade presidida pelo Sr. Blatter. As entrevistas exclusivas da Globo, p.ex., foram obtidas por meio de ajuste entre duas empresas privadas, FIFA e emissora brasileira, e o Dunga, como empregado e subordinado de uma afiliada da Federação Internacional, foi como um office-boy que não obedeceu ao encarregado. Um “herói dos rebeldes adolescentes”, nada mais que isso – até porque não recusou o salário que recebia às custas dos mesmos contratos firmados com Ambev, Globo etc. etc. etc. etc.

    Fifa é entidade privada. CBF é entidade privada. Nike idem. Globo idem (embora a parte televisiva atue em concessão pública). Mas a cada eliminação em Copa do Mundo surgem ou teorias conspiratórias ou teses “institucionalistas” e/ou “estatizantes”.

    Claro, sem dúvida, a CBF é muitas vezes ou quase sempre uma porcaria. Mas nem por isso acho que o governo ou o povo devem se meter lá. COmo também acho que muitas empresas são verdadeiras porcarias e não acho que devem se meter lá. Independentemente de haver ou não “paixão nacional”.

    Sexo e religião também são paixões nacionais. Já pensou se esse debate vai adiante? 😛

    1 – Dirigentes de clubes não elegem o presidente da CBF;
    2 – Muito embora seja verdade o fato da CBF (e os clubes filiados, por extensão) ser subordinada a FIFA, eu não trato disto aqui: trato da condição de exploração financeira de uma entidade (CBF) sobre os clubes filiados. A CBF É UMA MINA DE DINHEIRO, mas os clubes não recebem (quase) nada do dinheiro que a CBF gera.
    3 – Aqui não tem UMA teoria conspiratória. Não sei onde você achou. Tente ler sem pensar que eu sou um “petralha”, ajudará bem.
    4 – Também não ataco OS CONTRATOS da CBF, e sim O DESTINO DO DINHEIRO, que NUNCA pode ficar nos cofres da CBF ou enriquecendo a família Teixeira/Havelange. Se ela gera receita “própria”, tem POR OBRIGAÇÃO repassar INTEGRALMENTE esses valores aos clubes. E buscar, SEMPRE, o MELHOR para os filiados. Esta é a função de uma entidade de classe.
    5 – Também não defendi nada de “participação popular”, “estatização”, “a CBF é do povo”, “paixão nacional”, nem nada disso. Você leu isso em OUTRO LUGAR, deve estar confundindo.

    • Hannibal disse:

      … não é à toa que somos o país do futuro, ninguém quer limpar o lixo já, deixa pro próximo, vamos emburrar coma pança… engraçado como as pessoas nos rotulam, ou é petralha ou é demotucano, que babaquice.

  3. Fábio Peres disse:

    Toda entidade organizada na absurda forma de “federação indivisível” (como a CBF, a CNI e a República Federativa do Brasil) é na prática uma zona em que não se sabe direito os limites de cada área de atuação, motivo pelo qual a federação age de um jeito, a CBF, de outro, e o clube que se vire para agradar aos “sindicatos” de que ele faz parte.

    Em todo caso, vale lembrar que o voto na FPF é proporcional, se não me engano – ou seja, os clubes grandes tem 1 voto a mais para cada título paulista conquistado, o que “equilibra” as coisas, na teoria.

    É proporcional, numas: realmente, o peso de clubes campeões é maior, mas a quantidade de “ligas amadoras” tende ao infinito. Eu só dei uma exagerada pra explicar a situação sem ter de transcrever o estatuto da FPF. A idéia é essa.

  4. Luiz Ribeiro disse:

    A CPI do futebol já havia escancarado o problema, porém, como toda CPI que se preza não deu em nada. Méritos para o Ricardo Teixeira que mostrou todo o seu poder de fogo e tapou a boca de todo mundo. Prá não dizer que nada aconteceu, pegaram aqui em MG o então presidente da FMF que era um braço da corrupção (peixe pequeno).

  5. Piazera disse:

    A reforma do futebol brasileiro está muito longe de acontecer. Muito devido aos interesses excusos e controversos dos lideres que o representam.

    Os clubes hoje são como cãezinhos que abanam seu rabo ao dono pelo simples fato de serem (mal) elimentados por ele.

    Falta coragem, gente séria e ccompetencia para tomar uma atitude. E esta atitude passa pela criação de um aliga forte que defenda os interesses de seua afiliados, uma vez que a tal confederação que deveria agir assim, pouco se importa.

    Tiveram e oportunidade de se desvencilhar da névoa do mal (CBF) com a criação do clube dos treze. Mas este mostrou-se muito mais competente em defender interesses de alguns clubes e não do futebol em si.

    Num país onde o povo não é sério dificilmente seu governante será. Numa associação onde os clubes não são sérios, quem os governa dificilmente será!

  6. André disse:

    Esperar que os dirigentes de clubes brasileiros se organizem para “moralizar” a CBF não é tão quixotesco quanto o chamamento do Flávio Gomes?

    É, mas o que nos resta fazer?

    • André disse:

      Deixar como está ou boicotar financeiramente o futebol, como propôs o Flávio Gomes.

      O que, convenhamos, é bem mais complicado.

  7. Hannibal disse:

    Clubes se articularem e darem um basta nessa gestão danosa é quase impossível, 4 clubes se muito fazem oposição a esse feudo, os demais meu Deus estão com o pires na mão (mais que os outros), se não se comportarem não ganham estádios, um trocado e outras benesses, enfim com o apoio da Poderosa e o respaldo de Dualibis, Mustafas e Euricos fica difícil, mas como estamos no país do futuro, quem sabe né, temos que ter fé.
    Valeu Vinícius, até a próxima.

  8. Vinícius, está tudo errado.
    Em 98 tivemos a copa da França, lá o COL era presidido pelo Platini. Na copa da Alemanha foi o Beckenbauer e no Brasil será esse lixo que está ai.
    É preciso criar uma lei em que dirigente tem que ser no mínimo ex-atleta, não precisa nem ser da modalidade a qual ele quer ser representante. O que esse imbecil que preside a CBF tem a ver com o futebol ? Olha o tamanho da barriga dele meu Deus do céu !
    FPF e CBF prejudicam o São Paulo. Excluem Morumbi, adiantam janela de transferências de jogadores e os alienados acham graça que o São Paulo sofre retaliações porque luta pelo seus interesses. Mal sabem que o posicionamento do São Paulo hoje será motivo de reflexão e mea culpa amanhã.
    Não é possível que o futebol, na minha opinião, a maior manifestação cultural do Brasil esteja em mãos tão erradas, tem que derrubar esse cara ontem !
    Hoje eu até ouvi uma coisa que se aplica aqui: Não há mal que dure para sempre. Espero que não porque é duro ver o São Paulo ser tão prejudicado por et’s do esporte.
    ***
    Vou colocar um link do que é o REFIS senão algum “analfabeto” ou algum “nazi-distorcedor”, se é que você me entende, pode querer inventar que o REFFIS é uma benesse governamental para o Tricolor:
    http://www.administradores.com.br/informe-se/informativo/novo-refis-lei-11-941-09-uma-boa-oportunidade-para-o-contribuinte-regularizar-sua-situacao-com-o-fisco/24689/
    Abraços
    ***(*) ******(*)

    RT sempre odiou futebol, até conhecer a filha do Havelange.

  9. Paulo disse:

    Os interesses que gravitam em torno do futebol, no Mundo, são de tal magnitude que imaginar que uma simples rebelião de clubes brasileiros possa produzir resultados contra a CBF (um braço da FIFA) é ingenuidade – vide o caso do Governo da Nigéria. Não porque não fosse efetiva, se acaso ocorresse, por incrível que pareça – aliás, suspeito que o simples engajamento dos 4 grandes clubes de São Paulo nesse “motim” já seria suficiente, no Brasil, para arrancar concessões da CBF e, provavelmente, da própria FIFA. Mas sim porque, tão logo a posição dos clubes, nesse movimento, se mostrasse arriscadamente sustentável , começaria a cooptação dos dirigentes desses clubes para que defeccionassem, e a primeira defecção já representaria a derrocada da própria insurgência. A cooptação se faria de tal modo irresistível, para alguns, que se tornaria mera questão de tempo, de saber quem seria o “judas”. O sucesso de uma mobilização dessas dependeria, em verdade, da mudança profunda de caráter do próprio “homo brasiliensis”, e, nesse aspecto, qualquer analogia com uma almejada mudança na política e no jogo de poder em todas as esferas da vida pública e privada nacional não é descabida, porque essas coisas andam juntas. Como me disse certa vez um colega, em reunião na repartição em que trabalho, “o cara pensa que tá na Suíça!” (ele quiz dizer Suécia, provavelmente, mesmo sem saber), o que acredito ser uma síntese do pensamento do brasileiro médio a respeito dos temas ética e moralidade. Mas você está certo, é preciso fazer a nossa parte, mesmo sabendo que pregamos no deserto.

  10. Thiago Ferreira disse:

    Vinicius. E o tal clube dos 13? Que está com o mesmo presidente desde que nasceu, e que sempre foi cú e calça com o RT, e agora brigou?

    Recebe 40 mil por mes, é mole? Presidente perpétuo.

    Até eu jacaré!

    Os jogos de interesses estão em pleno movimento.

    Quando alguém perde a teta que sempre mamou, começa a estrilar.

    É o que parece estar acontecendo. Ficaram “de mal”, e com beicinhos.

    E, com a crise européia, diminuindo os valores de jogadores a serem exportados, e quotas de extrangeiros sendo reduzidas, o “negócio” convoca, e vende, parece que deu uma esfriada.

    Clube deficitário, que só fechava balanço vendendo “matéria prima” mediante convocação para a seleção, está no desespero.

    Tá saindo faisca. E nós assistindo de camarote.

    Tá certinho o Lula não se meter nessa.Aliás é bom ele não morder essa isca, que estão jogando pra ele na maior cara dura.

    Esse C13 foi um dos grandes furos n’água brasileiros.

    • Hannibal disse:

      Deficitário? Qual deles? 😀

      • Thiago Ferreira disse:

        Todos os times que dependem da venda de jogadores para o exterior, após convocação para a seleção brasileira.

        Só fecham o balanço no azul, com a venda de jogadores. Se não vendem, os patrocinios, e rendas não cobrem o deficit.

        Essa torneira, parece que deu uma secadinha.

  11. Fábio Peres disse:

    Mais importante do que tudo isso: interessa ao torcedor mudar esse estado de coisas, à medida em que o “pachequismo” do brasileiro vai amansando e o desejo de justiça deixa de ser culpa do Ricardo Teixeira (que ninguém sabe direito quem é) para ser culpa do Dunga e do Felipe Mello (que todos conhecem da TV?).

    RT é o presidente da CBF, mas ninguém sabe ligar uma coisa com a outra; e o que se pode fazer se a maior parte das pessoas tem neurônios de sobra, mas não os usa?

  12. Angelo disse:

    Sobre a demagogia de Teixeira, as calças arriadas da imprensa e a incompetência geral sobre as seleções de base: http://www.olheiros.net/artigo/ler/2122/conversa_pra_boi_dormir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: