Os burros e suas bolas de papel assassinas

O candidato José Serra foi parar no hospital e fez uma ressonância magnética, logo após ter sido atingido na cabeça por um objeto voador não identificado como sendo uma BOLA DE PAPEL, durante caminhada em Campo Grande-RJ.

Durante o dia de ontem, diversos jornalistas procuraram identificar o tal objeto. Alguns diziam tratar-se de um rolo de fita adesiva (que, se estiver cheio, deve machucar, mesmo). Mas estas imagens aí do alto do post reconstituíram bem a cena. Vejam lá e atentem para as informações do repórter, inclusive o enorme lapso temporal existente entre o momento da agressão (sim, FOI uma agressão) e a ida ao hospital, mas, principalmente, a atitude de José Serra e dos militantes dos partidos durante todo este tempo. Viram? Ótimo. Agora, venham aqui comigo que eu vou falar de outra coisa.

Esta campanha presidencial de 2010 é, sem dúvida nenhuma, o maior espetáculo de tosqueira e baixo nível intelectual já visto no Brasil, desde sempre. Nem a campanha de Jânio Quadros para a prefeitura de SP apresentou cenas tão lamentáveis e espetáculos tão ridículos dos candidatos. Para dar prova cabal desta disputa deprimente, é só ver que, pela primeira vez, estão convocando para a campanha até pastores evangélicos neopentecostais (Edir Macedo, duelando pelo PT e Silas Malafaia, pelo PSDB) para conquistar o eleitorado protestante, sendo que a ÚNICA candidata crente no pleito, Marina Silva, NÃO FOI APOIADA por nenhum desses dois no primeiro turno – o que mostra que esses pastores aí não misturam política e religião mesmo, né? -, e até o mundo mineral sabe que nem Dilma, nem Serra, primam pelo fervor cristão.

Quanto ao episódio em si, novamente a burrice e a desfaçatez brilham: a burrice dos militantes petistas, que vêem sua candidata em primeiro lugar nas pesquisas e vão às ruas para empastelar a manifestação do adversário em vez de buscar votos para Dilma em outra freguesia,  dando chance de ouro a Serra para repetir o principal mantra do PSDB contra o PT (sim, agora é o PT, Lula tá indo embora): são radicais, baderneiros, jogam sujo etc. Muito embora eu tenha sido alertado agora que Serra escolheu caminhar exatamente no meio de uma manifestação de agentes Mata-Mosquitos (que odeiam o candidato, já que ele os demitiu quando ministro e Lula os reintegrou), tudo o que os petistas não poderiam fazer seria aceitar provocação do Serra num momento como este.

A parte da desfaçatez vem, óbvio, do candidato Serra, que demonstrou durante todo o período eleitoral um vitimismo oportunista e nojento (coroado por essa patética simulação do vídeo), um carolismo de ocasião, uma estratégia irritante de xingar o adversário e depois do revide bradar contra “baixaria eleitoral”, usando maciçamente a internet para disseminar boatos chulos a respeito da adversária. Não é à toa que Serra é um sujeito odiado por, pelo menos, metade do próprio partido dele. Quem tem medo do Zé Dirceu e por isso vota contra a Dilma poderia refletir se Serra não seria a versão tucana do velho Dirça, só que agindo na linha de frente.

Anúncios

55 Responses to Os burros e suas bolas de papel assassinas

  1. Carlos Rosas disse:

    sem falar que o tal do dossiê com a quebra de sigilos fiscais parece que foi feito por encomenda dos próprios tucanos (diga-se: Aécio Neves) para se proteger de futuros ataques do Serra na pré-campanha do PSDB…

    SPY x SPY.

  2. qualquergordotemblog disse:

    Serra é pior que o José Dirceu. Se o Dirça for eleito para alguma coisa ainda, seria fácil tirá-lo depois. Agora tirar o Serra seria dureza. Com toda sua “blindagem”, só sairia de um cargo para pleitear outro melhor.

    Melhor que presidente? Xiiii…

  3. Não sei mas depois de ler me lembrei dos Reis do Ringue, e com certeza o Serra tb deve ter lembrado.
    Ted Boy Marino apanhava quase a luta toda e no final “sangrando” muito vencia o malvado Aquiles. Aquiles usava soco inglês, gillete, caco de vidro e o escambau. No sábado seguinte o polaquinho estava lá com a cara nova, sem cicatrizes, sem arranhões.
    Assim foi ontem o “artefato” não deixou sequelas físicas, morais com certeza.

    Era “Astros do Ringue”, não? De qualquer forma, o Ted Boy Marino é um bom personagem para ilustrar a campanha do Serra.

  4. João José disse:

    Você afirma que não votou no PT e não defende SOMENTE o PT. Mas fica difícil acreditar assim não?
    Até mesmo quando você ensaia uma crítica ao PT, na verdade, está criticando o PSDB (Serra).
    Pior do que isso é comparar José Dirceu com o Serra… o respeitável senhor do PT é um bandido de marca maior. Por sua vez, nunca ouvi histórias sobre o Serra que cheguem perto da fama do Dirça…

    Amigo, aqui eu critico ou defendo quem eu bem entender, e você pode concordar ou não, argumentar, etc. A brincadeira pára aí. Pautar o blog ou exigir que eu seja “isento” ou faça o pau bater no Chico e no Francisco? Não, mesmo. Tem a página “advertência” na home do blog, com tudo bem explicadinho. E tem o “aviso aos exaltados em ano eleitoral” também. Abraço.

    • Humberto disse:

      Ué, aonde está escrito que você, Vinícius, não votou no PT? Nesse texto sobre o Rojas é que não.

      Declarei voto no Plínio no 1º turno, numa resposta perdida por aí em outro post.

    • scheldon disse:

      Devo concordar com o João José, você tem usado a mesma “deslealdade intelectual” que tanto critica nos outros, independente do partido, um pouco de vergonha na cara não faz mal meu caro 😉

      Como é que é, Scheldon? Dar a MINHA OPINIÃO sobre um assunto agora é deslealdade intelectual? Deslealdade intelectual é quem traveste opinião de informação. O que tem nesse texto aí de informação MINHA? NADA. Tem, sim, análise. E análise TEM LADO, rapaz: o lado de quem analisa, de quem OPINA. Se você não gostou, tem 500.000 blogs por aí onde você pode abrir a caixa de comentários e escrever “clap, clap, clap. Onde é que eu assino?”. Vergonha na cara deveria ter VOCÊ, Scheldon, de não saber diferenciar as coisas e desrespeitar dessa forma quem você nunca viu na vida, só porque escreveu algo que você não gostou de ler.

  5. André Nogueira disse:

    Jânio Quadros me lembra “Candidato Melancia”.

    Veja isso: http://youtu.be/6SHpqJtK1Wo

  6. Valmir disse:

    Esse episódio lembra o da Rosenery Fogueteira. O Serra bem que poderia ter o mesmo final do Rojas, pela simulação bisonha, ou seja, ser banido da política e ser contratado por um condomínio (pequeno, diga-se, rsrs) para dar conselhos políticos …

    No twitter já apareceu o Serra-Rojas…

  7. Ontem, antes de ver o vídeo, eu disse que o episódio da agressão poderia ser decisivo na campanha e virar o resultado das eleições se fosse bem explorado pelo Serra.

    Hoje, depois de ver o vídeo, eu tive que soltar uma gargalhada e debochar… fazer uma tomografia depois de ser atingido por uma bolinha de papel foi um factóide tão ridículo que eu não acreditei nem depois de ver o vídeo, precisei de mais um replay pra acreditar que o Serra cometeu mesmo a bobagem de tentar cavar um pênalti se jogando na área bem na frente do juiz sem ter sido atingido.

    Mas quem faz metáfora de futebol é o Lula, né?

    Deus me livre, as más influências são terríveis, pior que vai embora o original barbudo e fica o sapo de saias… 😛

    Nããão, pode ficar o José “Rojas” Serra, também. Vai lá fazer campanha pra ele!

    • Só pra constar, nestas eleições presidenciais eu votei em branco já no primeiro turno. Votaria no “menos pior” se pudesse escolher entre candidatos razoáveis, mas, como a escolha é entre candidatos e partidos intragáveis, não dá pra conferir legitimidade a nenhum deles.

    • Alê disse:


      Arthur, vc é biólogo, certo?
      O correto não seria, neste caso, usar como analogia, a figura de uma perereca?

      Alê

  8. Alê disse:


    Cara, tá foda! Tenho lido todos os blogs mais conhecidos pró-serra/dilma e tb alguns que se dizem “independentes” e não dá para saber qual é a real dessa campanha. Pipocam teorias conspiratórias de todos os lados, algumas tão bem embasadas que fazem a gente refletir um pouco…

    Nesse caso aí, da bolinha de papel, é evidente que o Serra exagerou a… hã… lesão craniana (quase um traumatismo… podia aparecer hj com a cabeça enfaixada, né?) e usou o atentado sofrido no hilário político da tarde com os devidos ajustes marqueteiros.

    Se os psdbismo é escroto, o petistmo não fica atrás. Se formassem um casal, seria daqueles que brigam o tempo todo por tudo; se mereceriam.

    Lembro que houve uma boa causa para a fundação do PT. Quebrar o bipartidarismo – Arena e MDB – imposto pelo regime militar.
    O foda é que o PT tem a cultura sindical em seu DNA e essa cultura apregoa a mentira deslavada e apela para o quebra-quebra. Pedem para apanhar da polícia, assim reforçam e justificam seus argumentos e não hesitam em agredir quem é contrário às suas teses, mesmo que sejam companheiros de sindicato.

    Detesto ambos os partidos. Na verdade detesto todo e qquer partido brasileiro.

    No link postado, que aponta para o site do RV, onde o relato de um “jornalista” afirma o que realmente (?) ocorreu há um trecho pungente, que quase me fez chorar a ponto de lágrimas escorrerem e curto-circuitar o teclado. Este:
    “O processo de demissão dos mata-mosquitos foi traumático, a ponto de trabalhadores perderem tudo, e foram registrados cinco suicídios entre os mata-mosquitos demitidos.”

    Puxa! Como o mr. Burns… digo; Serra é maldoso! Os pobres matadores de mosquitos foram privados da sua razão de viver e cinco (!) não conseguiram viver neste vale de lágrimas e suicidaram-se… por causa do Serra… (snif)

    Os nomes destes oprimidos trabalhadores, assim que soubermos quem são, serão sempre lembrados, em estátuas, ruas, avenidas, colégios e, claro, nas fazendas de criação de mosquitos, construídas com a específica finalidade de manter esta classe de trabalhadores empregados e vivos.

    Outro trecho fantástico desse relato (o grifo é meu):

    [i]”Os petistas da região, que organizam panfletagens no calçadão, sabendo do quadro, foram para lá EVITAR confrontos.”

    Sem comentário, né?

    Provocaçãozinha básica, já que vc recomenda ler o “aviso aos exaltados” e eu venho aqui já tem um pouco mais de um ano e me considero “da casa” (se me bater, eu gozo…):

    E a sua opção Ciro, hein? Depois de tudo o que ele disse sobre Dilma, Serra, Temer, se sujeitar a isso, seis meses depois? O sujeito não era cabra-macho?

    Alê

    Continua sendo. Ele já explicou exaustivamente a situação, sem abrir mão de uma palavra que já disse antes. Procure que você achará.

    • Alê disse:


      Bom. Acabo de receber a informação que a bola de papel foi o primeiro objeto arremessado. Depois atiraram mais coisas – a jornalista da Globo, Mariana Gross, recebeu um corte na cabeça…- e houve um crescendo de exaltados que acertaram algo mais pesado na cabeça do Serra…

      Será? Vai saber… O que sei, revendo o vídeo postado, é que em nenhum momento, deste vídeo, ele põe as mãos na careca, conforme as fotos registram.

      E agora?

      Alê

      PS. Sem sacanagem, gostaria de ver a declaração do Ciro, a respeito. Sei que ele precisou se aliar ao PT novamente, para não perder uma fatia de poder do PSB, que está encastelado em algum lugar da adm federal. Vc tem algum link, Vinicius?

      Não, e sou meio ruinzinho de procurar.

      • André disse:

        Procure o Never Asked Questions para ver que o segundo objeto que atingiu o Serra foi o topete de um companheiro (o que pode ter causado no máximo uma inveja danada).
        PS: O PSB foi o partido que mais cresceu, o Ciro está entrando por cima.

      • Alê disse:


        André, segui sua recomendação e visitei o NAQ (o blog é teu?).

        Vi o post sobre o assunto e quase achei razoável a interpretação dos fatos que ele deu. Quase.

        Acontece que o “perito” do blog esquece de comentar como foi possível ensaiar, no meio da multidão, um momento em que o topete de um companheiro confunde-se com um objeto arremessado, no ângulo exato em que um único celular está filmando, podendo assim simular uma agressão ao levar as mãos à careca.
        Depois, em minutos, facilmente elaborou-se uma pequena conspiração envolvendo, sei lá, umas vinte pessoas (médicos, políticos, assessores, jornalistas) que prontamente se comprometeram a afirmar que houve uma agressão…

        Muito mais fácil seria a equipe de Serra – aproveitando o clima hostil -, pedir que algum integrante da mesma atirasse a porra da fita, de preferência num momento em que todas as câmaras das emissoras estivessem filmando, né?
        Dava até – sofisticando um pouco mais o negócio – para vestir uma camiseta do PT num hipotético agressor contratado como foi feito no resgate do Abilio Diniz em 89. Como “cereja do rolo” ele podia vestir tb uma touca ninja com a inscrição: CVV & PCC – AGORA UNIDOS.

        Além de tudo, no jornal da noite de ontem, do SBT, o Carlos Nascimento abriu o jornal confirmando que pode ter havido dois momentos de agressão distintos. Para mim, houve tremenda má fé da edição e daqui pra frente desconfio de tudo o que eles noticiarem.
        SS nunca foi muito fã de jornalismo e não me admiraria se ele extinguisse, pela enésima vez, o depto de jornalismo da emissora, por conta desse caso…

        No mais, leio aqui e ali que a Dilma teve o revide com o episódio das bexigas com água.

        Discordo. Não é a mesma coisa. Uma atitude isolada de um eleitor descontente – que nem sabemos se é uma criança ou mesmo um petista querendo simular um revide -, não pode ser comparada a uma manifestação de grupo paramentado.

        Lembrando que cariocas em bando costumam resolver suas diferenças à bala de fuzil (seria um puta evento dramático: Serra recebe um tiro; população debanda e esmaga jornalista da Globo)

        De gente que assassina indefesos mosquitinhos pode-se esperara qquer coisa… 😉

        Alê

        Nem quero mais falar disto, mas veja nos frames seguintes: O “OBJETO” não sai da cabeça do Serra. Se fosse um rolo de fita, ele bateria e subiria. Vai que era, sei lá, um tubo de superbonder aberto…

      • André disse:

        Alê, quem dera, o blog é do Roberto Takata. Muito bom, mas impossível de comentar. O Vinícius e o Roberto já responderam sua questão, se fosse qualquer objeto ele quicaria ou cairia, mas não ficaria preso lá. Em outros frames dá para ver que o Serra não esboça a menor reação após ser atingido por uma massa de 0,5 ou 2 kg (conforme a fonte). De fato foi uma farsa muito mal montada, o que indica que não foi planejada, tentaram se aproveitar da situação. Vindo de um moleque tentando cabular a aula seria ridículo, vindo de um postulante à presidência é perigoso.

  9. Éder Marques disse:

    Este ano estamos batendo recordes de insanidade na política.
    Eu gostaria de ver os políticos internacionais tendo que conviver com estes ‘presepeiros’de primeira mão.

    O Brasil não irá afundar por causa deles, mas seremos muito prejudicados ainda, podem apostar.

  10. MMC disse:

    Agora que o povo provou o gostinho da esquerda, o PT vai continuar no governando por um bom tempo. O PT só vai sair se a Dilma for um desastre.

  11. Lucius disse:

    Acho que os dois candidatos deveriam ser desclassificados pelo critério de índice técnico.

    Depois que eu (re) assisti ao debate de 1989, sou obrigado a concordar. Segundona neles.

  12. Paulo disse:

    Quando eu disse em outro “post” que Zé do Pedágio e a ex-guerrilheira são só mais do mesmo fui chamado de “reaça” por frequentadores do blog. Verdade que falei em “cubanização”, assim, entre aspas, para contextualizar a questão da – a meu ver – inevitabilidade do Golpe de 1964, o que para muitos soou como heresia, sem que ao menos entendessem o que estava dizendo, assim como também não entenderam a minha defesa do voto facultativo para melhorar a qualidade, especialmente, do Parlamento Brasileiro – mas, também, do Executivo. Num País em que, para os dois principais Partidos, a honestidade não é mais que um conceito abstrato – e burguês, para o PT; sendo a sua contrapartida, a desonestidade, um mal necessário, para o PSDB -, não há mesmo como se “fazer política” com “p” maiúsculo, e as eleições correntes são só uma pequena prova disso.

  13. Leonardo disse:

    http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1360677-7823-PERITO+ANALISA+SUPOSTA+AGRESSAO+A+JOSE+SERRA+NO+RIO,00.html

    Hmmmm… agora ficou feio heim Vinicius.

    Aguardo comentário sobre o desmentido da Globo.

    Nossa, ficou HORRÍVEL, né? Chamaram o RICARDO MOLINA (sempre ele…), trataram a imagem e resultou numa coisa que pode parecer com TUDO, menos com o rolo de fita adesiva que o douto perito mostrou. Parece uma água-viva, uma bexiguinha de água… Tá valendo. Foram DOIS objetos, talvez agora justifique uma ressonância magnética. Mas, de qualquer forma, só o fato de estarmos discutindo se o melhor presidente pro Brasil é o que taca bolinha ou o que leva durex-ovni na cabeça já corrobora o que eu quis dizer no post.

  14. João José disse:

    Notei que em resposta ao comentário do Leonardo, o Vinícius usa de argumento parecido com que o Lula usou. Reparem ” chamaram o RICARDO MOLINA (sempre ele…)”.
    Gostaria de saber do dono do blog o que exatamente desqualifica o sujeito citado? Porque sua análise valeria mais do que a dele?
    Tudo bem que é a sua opinião a respeito, mas não seria preciso levar em consideração a opinião de um PERITO do assunto?

    Grande Abraço!

    Falei sobre o Ricardo Molina pela já extensa ficha de serviços prestados a Globo e a outras emissoras, só isso. Domingo passado eu vi o Molina dando parecer sobre o “ET Bilu” na Record. Quem viu desqualificação no “sempre ele…” foi você. Eu só registrei o fato. E é EVIDENTE que a análise dele vale MUITO MAIS que a minha. Mas é bom lembrar que o Molina é bom mesmo em ÁUDIO. Em vídeo, ele não é lá essas coisas.

  15. carlos luchetta disse:

    Não votei no primeiro turno e esse episódio só reforça minha convicção.
    Os DOIS são ridículos. Eleições sempre tem uma baixaria aqui outra ali, mas isso aí é insuperável. Pelo menos até a próxima eleição. O nível está baixissimo e a perspectivas são de pioras.
    Vou justificar novamente.

  16. canhoteiro disse:

    deixando de lado essa novela mexicana da bolinha de papel, tão ou mais ridiculo, pra não dizer estranho, foi o Dilmão “se esquivando” de uma bexiga d’agua na sequencia, só não entendi o porque de uma camera apontando para o alto (bem alto) coincientemente no momento e local de onde a bexiga é arremessada. alem disso a bexiga passa longe e ela diz que se esquivou, por “acaso” tava olhando pra cima, foi “puro reflexo” ou linguagem figurativa?
    não sei qual dos dois é o menos ruim, vou fazer como o cidadão ai acima e injustificar o voto.

  17. […] PS: Veja outros textos sobre o assunto na agenciadanada com o Imperador e no no comfelelimao com o Vinícius Duarte. […]

  18. Anderson Palmeiras disse:

    Se me permite discordar, terei de dizer algumas palavras.

    Não foi a primeira vez que ele foi hostilizado pela militância petista.

    Segundo, temos de reconhecer que esta campanha é de baixo nível sim de ambas as partes. Mas há uma agravante pelo lado petista: eles estão usando sem dó a máquina governista para eleger a Dilma. Presidente da petrobras, caixa, eletrobrás, PF e por aí vai.

    E este caso não foi nem a agressão em si. Foi a forma como escarneceram o Serra, comparando-o ao Rojas.

    O petismo apodreceu. Essa é a verdade. Até Helio Bicudo defende a candidatura de Serra.

    .

    • André disse:

      Gastar bilhões para manter a âncora cambial enquanto acusa o adversário de querer desvalorizar o real, e usar o ministro da fazenda para ameaçar com o fim do mundo caso o Lula seja eleito configura uso da máquina? Os tucanos hostilizam quem nem é petista, apenas prefere a Dilma ao Serra. A hipocrisia tucana acaba servindo para anestesiar a opinião pública contra atitudes que seriam lamentáveis.

  19. Hannibal disse:

    Fico com dor no estômago de tanto rir, kkkkkkkk, mas depois me bate um puta desânimo… caramba, haja mediocridade!

    Juvenal Juvêncio para presidente! Já! 😀

  20. Antes de mais nada, sequer podemos ter certeza de quem lançou a bolinha de papel, se petista ou mesmo um tucano que nem tinha intenções de acertar o Serra.

    Que José Serra é um mentiroso inconsequente todos sabemos, mas temos de ter duas coisas em mente:

    Em primeiro lugar, o enfrentamento não interessa à Dilma, não interessa ao PT e nem à esquerda. Num momento de crescimento visível de Dilma, perder as estribeiras e atacar a militância tucana, por mais que vontade não falte, ou mesmo razões, não contribúi para a campanha e apenas ajuda o Serra a montar sua imagem de vítima.

    Serra vem tentando chorar em cada debate, tenta fingir-se de pobre coitado que veio da lama para espancar professores governar o Brasil e agora fará o possível pra se mostrar vítima. Não importa do que, se da militância petista, de dossiês, de bolinhas de papel…. Serra na verdade é vítima de apenas uma coisa: dele mesmo.

    E em segundo lugar, bolinha de papel ou não, Serra foi agredido. Óbvio que não podemos falar de uma agressão terrível, vil e etc, porque uma bolinha de papel está longe de ser uma afronta digna de resposta, mas o mesmo tempo é certo que não podemos tolerar que se jogue nem papel nem uma pedra, por mais que haja vontade e motivos.
    Dilma também foi agredida quando, no mesmo dia, quase foi atingida por balões cheios de água jogados de um prédio. E no caso dela poderia ser ainda pior, pois dependendo da altura os balões cheios teriam ganho um peso grande.

    Que se debata, que se dispute idéias, mas sem atacar os candidatos, sem violência. Uma coisa é a militância entre si se desentender, até mesmo brigar, outra é tentar atacar um candidato. Isto é atacar a própria democracia.

    Da mesma forma que a tentativa torpe e inconsequênte de Serra, ao fingir ser atingido, é, também, um atentado contra a democracia.

    Mas, enfim, Serra é patético, isto ficou definitivamente claro depois da bolinha de papel que rendeu tomografia provavelmente falsa e munição para campanha

    Read more: http://tsavkko.blogspot.com/#ixzz13KN9htQU

  21. teresa disse:

    O Covarde..
    Atacou o jornalista e agora foge?
    põe aquela porra no ar e para de bloquear IPs.
    Nem no tempo das ditadura bloqueavam Ips.

    O IDIOTA: ninguém fugiu. O blog tá lá no ar. Não somos obrigados a escrever todo dia. E, realmente, no tempo “das ditadura” ninguém bloqueava IPs, pois não existia IP ou internet nos anos 1960. Primeiro vá saber o que é IP antes de vir vomitar aqui.

    • Hannibal disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkk, é mole?!

      IP’s e Ditadura… ave.

    • “Cadê Teresa/Onde anda minha Teresa/Teresa foi prum samba lá no morro/E não me avisou/Será que arrumou outro criolo/Pois ainda não voltou”- Jorge Ben, anos 60. Logo depois de compor estes versos, o “Babulina” ligou para o presidente Lula e perguntou se ele havia gostado. O companheiro “Sapo Barbudo” recomendou então que ele disponibilizasse a canção inteira na Internet, porque não ia vender mesmo Tudo isso em 1965. Daí vem a sigla IP, que significa “Íta Porra!”.

      • Conde do Jardim Camargo Novo disse:

        Você tem o ar de deboche dos marginais..
        Já vi um que aterrorizava São Miguel Paulista e depois morreu dando o cú no Carandiru.
        Por enquanto você está dando fora do presidio, mas uma hora a justiça o pegará.

        E você tem a valentia típica dos que se escondem por trás de um teclado. Tô morrendo de medo, franga. E tô na tua cola, mascara esse IP aí. Já já ele te delata.

    • teresa disse:

      Pois é.. Se não existia ninguém bloqueava.
      Neste caso o idiota é você.
      Qual era a sua participação na Cooperfiel?
      Qual o seu relacionamento com o estelionatário Matheus Antunes?
      E o seu nrelacionamento prá lá de suspeito com a Biba véia?

      Ah, claro, sou eu o idiota. Vai lá tomar seu remedinho, vai… Cooperfiel? Cê tá doida, nega? Sou sãopaulino!

  22. Pôxa, Vinicius…Toco “nimim”? Tipo, estou de trollagem, é isso? Magoei…Que pasa, hombre?

  23. Esqueça, acabei de achar o comentário, e você nem leu ainda, está “aguardando moderação”. Acho que estou meio ansioso, né não? Diga! Diga! Ó, angústia!

  24. euclides disse:

    Você é um “militante e companhaeiro” típico.
    Cheio de demagogias e na primeira oportunidade se alia a estelionatários.
    Quando vocês vão prestar contas da Cooperfiel?
    Não adianta dizer que não tem nada com isto..

    Não te devo qualquer satisfação, valentoso de internet. Voto em quem eu bem entender, estamos numa democracia. Essa sua ilação é das coisas mais absurdas que já vi. Eu torço pro SPFC, de onde você tirou que eu sei alguma coisa de cooperfiel, maluco?

  25. Alberto Dummes disse:

    A revista Veja deste final de semana traz na página 56 uma nota falando sobre o aceite da Justiça da denúncia contra o Tesoureiro do PT , João Vaccari Neto´por desvio de recursos da COOPERATIVA HABITACIONAL DOS BANCÁRIOS.
    Ele tornou-se réu por ESTELIONÁTO, FORMAÇÃO de QUADRILHA, FALSIDADE IDEOLOGICA e LAVAGEM DE DINHEIRO.
    Por analogia, o SR. MATHEUS ANTUNES poderia ser enquadrado nos mesmos artigos, juntamente com seus COMPARSAS, inclusive o pessoal do BLOG finaciado.
    Os lesados poderiam se unir e entrar na justiça.

    E, por analogia, você é um idiota completo.

    • Alberto Dumes disse:

      Você deve explicação por ter se aliado a estelionatários.
      E fica falando de políticos ainda…
      Vê se se encherga sua BIBA.

      IP 187.117.65.80, provavelmente vindo de Osasco-SP, provedor VivoZap. Ah, não é “encherga”, é ENXERGA. Não te devo PORRA NENHUMA. Melhor não voltar, que eu não sou o Chapaulinho e a chapa esquenta pro teu lado.

  26. Lelo Brito disse:

    Independente do candidato, quem perdeu foi a gente.
    Essa foi a pior campanha eleitoral de todos os tempos.
    Um espetáculo de má qualidade, falta de propostas por parte de TODOS.
    Infelizmente, temos militantes de todos os lados que não deixam a gente dizer isso, porque não quiseram ver.
    Tanto Serra, quanto Dilma, foram péssimos, assim como suas respectivas equipes.
    Me desculpem (de coração) os militantes, mas essa foi a eleição dos sem-opção.
    Uma pena mesmo, já que merecemos coisa melhor do que os dois finalistas.

    Mas você foi bem engajadão na campanha do Serra que eu vi. 😛

    • Lelo Brito disse:

      Foi o que eu disse no texto “Burguesinho”. Eu não acredito em anular o voto, nem em justificar, cara. Eu sou a favor de assumir um lado. Pode chamar isso de moral flexível, falta de opinião concisa, pragmatismo torto etc. Mandei uma campanha pro Serra, mas com o cu na mão, pois, quem conhece o careca, sabe que ele é mais esquerda que a própria Dilma. Quando ele veio aqui na PUC, tava cheio de sindicalista na porta do TUCA (claro!) gritando que ele é fascista. Como eu ri nesse dia… Mas, vamo que vamo! Já que não tem jeito, Dilma eu te amo! Hahahaha!

  27. Leonardo disse:

    Aeee Vinícius, eu tenho uma sugestão para o caso da CPMF lá no twitter:

    Não precisa nem de restituição, basta que a cúpula do PT venha a público dizer que em 1998 eles eram contra porque faziam oposição raivosinha contra tudo mesmo que fosse bom para o país, ok?

    Aguardo o post sobre a CPMF com carinho.

    =)

    PS: algum dia ainda faço um twitter. >.<

    É verdade. O PT já fez cada merda na vida, né? O PSDB, ciente e vítima disso, não precisava querer vingancinha agora, já que quem paga a conta somos eu, você e mais uns milhõeszinhos de brasileiros.

  28. Marcelo Abdul disse:

    Que surpreendente amadurecimento democrático dos petistas não? O que foram fazer ali? Tomar suco de uva? Foram arrumar confusão mesmo! E o Serra foi atingido por um objeto pesado como foi comprovado no JN depois. Triste foi ver o Lula dando uma de papagaio de pirata e citando o Roberto Rojas. Desculpa, mas guardadas as devidas proporções isso me lembra os nazis. Fanatismo e política são elementos preocupantes numa democracia.

    Dizem que, na verdade, não eram militantes petistas que lá estavam, eram servidores da saúde do RJ. E, também segundo alguns aí, eles estavam lá primeiro. E aqui mesmo já deram várias versões sobre o tal “objeto pesado”.

  29. Alê disse:


    Fotos dos integrantes dos caça-mosquitos abraçados ao Lula, foram divulgadas pela net. Se eles não eram petistas disfarçaram mal….

    Mas, não quero falar disso. O buraco é mais embaixo; como eu desconfiava, lááá em cima, a verdade parece que veio à tona, né?
    SS (que eu SEMPRE admirei) esteve no Planalto em setembro pedindo grana. Em troca prostituiu o jornalismo do SBT.

    -> http://arrastao.apostos.com/2010/11/10/ritmo-de-festa/

    Eeee vida de gado…

    Alê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: