A Geração “Filma nóis, Galvão”

IDIOTICE, cap. 1 (foto: Terra)

IDIOTICE, cap. 2 (foto: Terra)

Além do local ser o mesmo nas duas fotos, existe outra característica comum aos abestalhados tricolores e palestrinos que se prestaram ao papel ridículo eternizado pelas fotos acima: a vontade de aparecer.

Nos meus velhos tempos de frequentar estádios, existia um côro especial, entoado para pessoas que não viam o quanto estavam sendo ridículas:

Ê, ê ê ê, tem um palhaço querendo aparecê (i vai morrê!)

Geralmente, se cantava isso quando um idiota qualquer na torcida (a própria, ou a adversária) queria ser o engraçadão ou o valentão da turma. No tempo das “cordas” dividindo as torcidas, os “palhaços” ficavam ali, no limite, fazendo micagens para os rivais. E era isso o que eles ouviam. Também existiam os que ficavam tentando levantar a torcida sem qualquer motivo, ou se postavam em locais que impediam a visão dos outros.

Mas agora, os tempos são outros: com a profusão de câmeras de TV pegando “flagras” da torcida e milhares de fotógrafos com máquinas potentíssimas, apareceram os “aparecidos profissionais”: sujeitos que CAGAM E ANDAM pro time deles (até dizem ter um, mas é pro forma), mas que fazem qualquer coisa para serem “flagrados” e ficarem “famosões”.

Digo isto porque só um incentivo desses pode levar, por exemplo, um torcedor entrar em uma papelaria, comprar cartolina e canetinha hidrocor e confeccionar um cartaz muito do vagabundo PEDINDO PARA QUE SEU TIME PERCA. Além desse esforço de produção, o REMATADO IMBECIL ainda paga ingresso para XINGAR os jogadores do seu time “do coração” (aspas indispensáveis). “Tudo em nome da rivalidade“, dizem eles.

Ano passado, um outro imbecil que se dizia botafoguense, queimou a camisa do time dentro do estádio, defronte às câmeras do SPORTV. Depois os jornalistas ainda foram atrás do imbecil e fizeram matéria sobre o “arrependimento” dele. Este saiu no lucro: fez merda pra aparecer UMA vez, e apareceu logo DUAS.

IDIOTA e sua filha IDIOTINHA mostrando seus dotes artísticos no SPORTV (foto: UOL)

Todas essas cenas vergonhosas têm origem na idéia de que, hoje em dia, é fácil ser “famoso”: basta mostrar a bunda pra TV, ou gravar um vídeo bem tosco e subir pro iutube. Pode também, como os rematados imbecis das imagens, protagonizar uma situação bem grotesca num espetáculo público com transmissão direta. São todos filhotes do “filma eu, galvão”.

E o futebol que eu tanto amo, cada vez me dá mais desânimo e me afasta dele.

Anúncios

23 Responses to A Geração “Filma nóis, Galvão”

  1. Mil imagens não valem pela palavra: Babacas!

    Chega de bola, pra mim.

  2. André Nogueira disse:

    Vinicius,

    Além do “filma eu, Galvão”, tudo isso foi motivado pela imbecil capa do Jornal “Fiel” que deu força a tese da “entrega” do jogo contra o Flamengo em 2009 e alimentou a habitual falta de isenção da crônica esportiva. Aliás, a diretoria do SCCP é campeã em assumir indiretamente culpas que não são suas e fugir diretamente das que são.

    Falam que o Corinthians entregou pro Flamengo em 2009. Pois bem, veja os melhores momentos ( http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM1167839-7824-MELHORES+MOMENTOS+CORINTHIANS+X+FLAMENGO+PELA+RODADA+DO+BRASILEIRAO,00.html) e constate que em nenhum deles a torcida pediu pra entregar ou levantou faixas. Ficou aflita pelos gols perdidos do “Corinthians”. Bola na trave, bola tirada na linha do gol em chute de Defederico (putz.).

    A arbitragem daquele jogo usou a artimanha de enervar os atletas Corinthianos em lances sem importância, usando critérios diferentes para jogadas similares em favor do Flamengo (disso ninguém fala). O penalti no final do jogo foi duvidoso e nos minutos finais do 2º tempo. São fatos. Foi a pá de cal.

    Não vi “entrega” de jogo do SPFC e Palmeiras. Vi jogadores profissionais constrangidos com a situação e sem qualquer motivação por conta da pressão de suas torcidas.

    É preciso acabar com esse paradigma de que o Corinthians, SPFC e Palmeiras entregaram pelo bem futebol. Porém, é importante salientar que a TORCIDA do Corinthians em 2009 torceu para o CORINTHIANS. Diferença importante.

    Abraço!

    Não torceu contra? HAHAHAHAHAHA

    http://esportes.r7.com/futebol/noticias/corintianos-mostram-a-gremistas-como-secar-seu-time-sem-dar-na-vista-20091130.html

    • Thiago Ferreira disse:

      Vinicius. Eu pelo menos sou como você. Não torci contra o Corinthians em 2009. Algumas bestas com certeza devem ter torcido, como agora, tem.

      Porém acho, que naquele jogo, o juiz fez o serviço, como o juiz fez também no jogo do Flu, contra o S.Paulo.

      Em 2009, a expulsão do Chicão foi absurda. Nem tocou no jogador que se atirou, e o penalty foi mandrake e encenado pelo Leo Moura.

      No jogo deste ano, a expulsão do Xandão, foi outro absurdo, e determinante para a vitoria do Flu.

      O Fred não estava na iminência do gol, e o vermelho foi prá derrubar a vontade do SPFC.

      A expulsão do Richarlyson, foi pelo xingamento, porque na minha opinião, ele ficou puto com o favorecimento.

      O Felipe também, ficou puto com o jogo arranjado pelo juiz.

      Agora o jogo do Palmeiras, no segundo tempo, foi um escândalo.

      Os porcos, ficaram tocando a bola na retaguarda, esperando o tempo passar, e o Flu olhando.

      Uma das coisas mais ridiculas que já ví.

      Outro absurdo, foi o jogo que rebaixou o Corinthians em Goiás, Goiás x Internacional. Com penalty repetido 3 vezes, e troca do batedor na ultima cobrança. Fato inédito.

      E, como o jogo terminou antes de Porto Alegre, os jogadores de Goiás e Inter, ficaram ouvindo no rádio, e comemoraram ao final.

      Esse fato foi presenciado e relatado por jogador que na época defendia o Inter.

      Recentemente, um diretor do Goiás, confirmou que houve compra de jogos, para evitar o rebaixamento.

      A verdade é que, os defensores intransigentes dos pontos corridos, conseguiram, colocar no “eixo do mal” todos os favoráveis a formula do mata-mata.

      Não por acaso, os defensores, estão todos na ESPN, e inimigos da Globo.

      Todos os que tem preferência pelo mata-mata, são tratados como “bandidos”, por esses caras.

      Impressionante como manipulam a informação.

      Leia esse blog: http://redecastorphoto.blogspot.com/2010/08/espn-folha-como-usar-o-futebol-para.html

      Então, Thiago, tem uma coisa: imagine o teu SCCP não fazendo a cagada de perder DUAS vezes para o quase rebaixado Atlético-GO, empatar com Ceará no Pacaembu e outras paradas… Ninguém estaria discutindo isso (entregou-não-entregou). O problema do SCCP não ser campeão é UM PONTO (OU DOIS, vá lá) dentre 48 (QUARENTA E OITO) que ele jogou fora ao longo de todo o campeonato! Veja que no tricampeonato do SPFC em pontos corridos (não é proposital o exemplo), NINGUÉM tocou no assunto de entregar jogo. Só se fala nisso quando o time postulante ao título TITUBEIA, vacila ou pisa na bola em QUALQUER MOMENTO do campeonato. A meu ver é irrelevante essa discussão MM-PC no caso das “entregações”, pois houve campeonatos matamata em que equipes foram acusadas de entregar jogos para prejudicar a classificação de rivais. Quanto à postura de SPFC e SEP nos jogos contra o FFC, é evidente que os caras já não estavam muito a fim de jogar; com a própria torcida EXIGINDO e PRESSIONANDO para que perdessem, então…

      • Thiago Ferreira disse:

        Claro que o Timão bobeou feio. Concordo.
        Esse Mauro Cesar Pereira, é bem a cara dos herois do NCDJs.

        Senti falta de um post no NCDJs, relatando a participação de corpo presente, de nosso “heroi”, com a tek pix, e o nextel, em meio as balas traçantes nos morros cariocas.

        Confesso que esperava um episódio desse.
        abraços.

        Boa idéia, Thiago! Vou passar a pauta para o Dr. Norberto.

  3. Luiz disse:

    Vinicius, aquele botafoguense deu sorte, não caimos e fomos campeões cariocas.

    Gostei do texto.

    Abs

    Pra ter um lixo daqueles torcendo pro meu time, prefiro ficar 30 anos na fila, sério. Valeu

  4. […] This post was mentioned on Twitter by Mauricio Savarese, Paulo Stockler and Luiz Alacarini, Vinicius Duarte. Vinicius Duarte said: O futebol, os entrega-entrega e, principalmente, a geração "Filma nóis, Galvão!": http://bit.ly/ecvLkI […]

  5. André Nogueira disse:

    Pô, foi um protesto da torcida contra a entrega do campeonato para o Flamengo por meio de uma arbitragem ridicula. O Felipe inclusive sinalisou antes que estava tudo acabado e bateu palmas irônicamente. Os jogadores do Cruzeiro fizeram o mesmo esse nao, não?
    É fácil separar um episódio e esquecer toda a história do jogo. Só a parte do video que vc colocou na resposta distorce a verdade.

    Tá, foi sim. Leia a materiazinha do R7.

  6. André Nogueira disse:

    Sinalizou, sorry
    Tô puto! rsrs

    • Caro André,
      Sou corinthiano também, e acho sinceramente que se o infeliz do Felipe tivesse ao menos pulado na bola (de um jogo definido, aos 47 do segundo)essa conversa toda sequer existiria. Defender o rapaz é tarefa inglória, infelizmente. Pelo menos, o cara se mandou. Quanto ao Corinthians, você sabe tão bem quanto eu: tudo o que venceu até hoje é roubado e/ou não vale nada, certo? Além de seus torcedores serem todos desdentados e analfabetos. Aliás, é um milagre eu ter sido capaz de digitar estas ignóbeis linhas. Você ter sido capaz de ler, então, é praticamente o Armagedom.
      P.S.: Perdão, Vinicius. Mais uma vez não consegui me conter e acabei comentando aqui. Agora toca chapauletes aqui te aborrecendo. Desculpaí.

  7. Walber disse:

    Não sei pra que tanta paixão: de um lado as pessoas com seus cartazes, de outro o sensato blogueiro. Mas todos curtem o futebol de forma apaixonada, não vejo diferença.

    Cada um conceitua paixão do jeito que melhor lhe apraz.

  8. Seria fácil resolver o problema de “entregar o jogo” se houvesse vergonha na cara na justiça desportiva. Entregou UM jogo? Cai UMA divisão. Pronto.

    Blá-blá-blá, subjetividade, blá-blá-blá, interesses, blá-blá-blá, votação arranjada, blá-blá-blá, corrupção, blá-blá-blá, tapetão, blá-blá-blá, Whiskas Sachê. OK, rebobinando a fita: eu falei “se houvesse vergonha na cara”, condição não preenchida em lugar algum do mundo do futebol profissional. Idéia morta.

    Ah, se houvesse ética no esporte!

  9. Ah, sim, esqueci de um detalhe no comentário anterior: a quem curte um esporte eu recomendo enfaticamente praticar este esporte. É bem mais saudável que asistir os outros lucrarem com ele e nos decepcionarem por dinheiro.

    Eu mesmo estou aprendendo a ouvir mais meus próprios conselhos e portanto planejando praticar um ou dois esportes aquáticos a partir deste verão. 😉

  10. Hannibal disse:

    Já vi o pessoal torcer pro time perder, não querer favorecer o rival e tal, mas o que essas cenos mostram é a que nível a estupidez humano atinge níveis alarmantes, tem gente ficando cega pela paixão e não vê um palma mais.

    E eu acho que a paixão que cega esse povo não tem nada a ver com futebol, tem a ver com o espelho da casa deles.

  11. Marcus disse:

    ”Este saiu no lucro: fez merda pra aparecer UMA vez, e apareceu logo DUAS.”

    hahahahahaha eu ri

  12. Luiz- Ctba disse:

    O tal do botafoguense que queimou a camisa (um absurdo) foi recebido com honras no Clube, ganhou camisa autografada, uma putaria sem vergonha.

  13. Y disse:

    Como corinthiano, depois daquela derrota em 2009 saí andando meio vagando… não me senti bem. Não sei nem dizer se torci pro Flamengo vencer, mas não me senti bem pos-jogo. Gostei da vitória do Goiás sobre o SPFC, isso sim… o campeonato foi definido ali, foi lindo.

    Mas não gostei de ver o local do jogo ser mudado, Evandro Román (ladrão profissional), e o pênalti ridículo em Léo Moura… pois tudo isso mostrou o poderio do Flamengo nos bastidores.

    Quanto ao felipe, um idiota por ter feito aquilo. Atitude imbecil… poderia ter defendido e o argumento corinthiano seria “se entregou, pq defendeu o pênalti???”… mesmo argumento falso que os colorados usam para dizer que não entregaram em 2007, quando até as pedras sabem que entregou.

    A diferença é que Clemer foi esperto e se esforçou ATÉ MAIS para defender o penal… fez duas vezes. A esperteza de Clemer mostra pq ele, mesmo sendo medíocre, foi campeão mundial. É a esperteza do Loco Abreu, dos jogadores argentinos, que sim, possuem um QI e sagacidade acima dos jogadores brasileiros. E isso na Liberta fica evidente.

  14. Luis F disse:

    Na real. em 2009 eu torci contra, mas levar faixa gritar mengo ai não né, deu uma vergonha do cão do felipe e do zé ruela, que invadiu o gramado.

  15. canhoteiro disse:

    ô vinicius, tirando os ridiculos da cartolina, assisti o jogo torcendo pro SPFC, pois agente tinha ali uma remota chance de libertadores, depois do segundo gol fluminense aos 39 do segundo tempo e com meu irmão (corinthiano) enchendo o saco e “tendo a certeza” de que o resultado estava armado, começei a achar graça da derrota.
    tenho um amigo corinthiano que diz a mesma coisa que o André Nogueira, que não torceram contra o proprio time, fiquei sem respota, mesmo sabendo que era obvio que torceram mas não tinha como provar.
    vai ver é porque naquele ano não ficaram ovulando com essa de “entrega”, engraçado que depois da “doce derrota” a “midia imparcial” não tocou muito no assunto, não tinha visto essa imagem da bandeira flamenguista na torcida corinthiana, engraçado pois eu acompanhava o campeonato da mesma forma que estou acompanhando esse, essas fotos da torcida do flu com bandeira do SPFC eu cansei de ver.
    o pior de tudo isso e que a midia oficial do clube esculacha sem o menor pudor e depois aparece pedindo ética. o video do bambi na festa oficial do corinthians, o jornaleco oficial do “doce derrota” e o site oficial sugerindo “CPF na nota?”, tudo isso passa pelo crivo de alguem, e esse andrés sanchez aparece na sequencia pedindo ética, logo ele que faz tudo do avesso, contrata tenico empregado, sonda miranda e o escambau pra depois aparecer com aquela cara-de-pau (cheia de cupim) falando que não faz com o “time da vila sônia”, que são isso e aquilo.
    cada vez mais eu tenho ojeriza do corinthians, como pode pagar de vitima sendo o bandido.
    ta plantando oque colheu, só isso.

    Eu sempre torço a favor do SPFC, não consigo torcer contra. E foi assim contra o FFC. E sempre será. Se o SCCP for campeão por isso, no mínimo, ficará devendo (mais) um favor a nós. 😀

  16. mucio rodolfo disse:

    Boa noite Vinicius. Das 12 partidas do Corinthians anteriores aquela fatídica partida contra o Flamengo, o Corinthians perdeu a metade. Sendo que 4 delas em casa (Goiás, Nautico, Cruzeiro e Atlético-Pr). O time havia deixado de jogar bola desde o começo do segundo turno. Aquele jogo contra o Flamengo, portanto, foi uma sequencia natural. Bem diferente do São Paulo que deu uma embalada no campeonato, chegando num momento a até aspirar a própria conquista do título e depois foi presa fácil para o Flunimed que, convenhamos, não é nenhuma oitava maravilha do mundo. Eu acho muito mais fácil explicar a derrota do Corinthians do que a do São Paulo por esse motivo. O ano passado, o Corinthians não aspirava mais nada no campeonato. Este ano, havia a possibilidade do São Paulo chegar a Libertadores. E não era tão difícil assim, pois se o São Paulo tivesse ganho do Fluminense, estaria a três pontos do Grêmio faltando duas rodadas para terminar o campeonato. E teve torcedor do São Paulo que colocou a vingança em cima do Corinthians acima desta possibilidade. Ou seja o emocional superou o racional. Obrigado.

  17. Não consigo torcer contra o meu próprio time (São Paulo), por isso, não entrei nessa de querer “entregada” contra o Fluminense. E fiquei fulo com a expulsão de Richarlysson e Xandão. Torcedor que entra nessa de secar a sua equipe está é dando ponto para o arquirrival, isso sim. Em vez de ficar na torcida pela “entregada”, aproveitei para tirar sarro do meu irmão corintiano, dizendo que corintiano é sofredor mesmo: afinal, ter que torcer para o SPFC num fim de semana e para a SEP no seguinte…

  18. Marcelo Abdul disse:

    Foi realmente patético o “show” dos palhaços tricolores e palmeirenses travestidos de torcedores. Os imbecis se preocupam mais com o adversário do que o próprio clube. Que torcida! Que belo exemplo de desportividade. Sinal dos tempos. O que se viu em Barueri foi vergonhoso. Triste futebol brasileiro.

  19. paulomonteiro disse:

    Não só nesses jogos a gente viu isso, mas até em outras situações, como em jogos decisivos que nem envolviam rivais…

    Acrescente ai a menininha que estava ao lado do japonês no pacaembu, enquanto o menino chorava, ela fazia tchau pra camera e falava ao celular, vestia a camisa do palmeiras e não tava nem ai pra surra que o time levou

    sorridente, dando tchau e falando no celular “ahhh amiga eu to na globo mesmu?

    falou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: