Cadastro Positivo: para quem?

Este aviso indecente, por força de lei, consta em todas as faturas de cartão de crédito. Indecente não pela informação, mas pelos números estratosféricos que o acompanham.

A FEBRABAN promete (timidamente) reduzir os juros pornográficos praticados pelos seus associados, caso o governo aprove um tal Cadastro Positivo de Clientes. Seria, basicamente, um histórico de todas as transações de crédito efetuadas pelos consumidores, relatando a pontualidade ou não no adimplemento das obrigações contraídas. Sendo assim, os “bons” pagadores ganhariam uma espécie de “estrelinha no boletim escolar”, que garantiria ao cliente taxas mais camaradas nos empréstimos e financiamentos. Seguindo a analogia: não basta passar de ano (não estar com o nome sujo), tem de passar com nota DEZ. Tentaremos demonstrar que isso não passa de MAIS UMA cortina de fumaça pra justificar as injustificáveis taxas praticadas pelos banqueiros mais gananciosos e espertalhões do planeta. Sim, eles estão aqui.

Os bancos, envergonhados com a extorsão que praticam no Brasil desde 1808 (e, desde 1994, sem a inflação descontrolada para camuflar a usura praticada), passaram a jogar a culpa nos “inadimplentes” (as aspas já expliquei aqui) que não deixam as taxas caírem.

Emprestar dinheiro tem risco, e é isto que justifica o tamanho dos juros cobrados, todos sabemos: maior risco, maior taxa. MAS, incrivelmente, AQUI não é esse o mecanismo! O que regula a taxa de juros cobradas do consumidor é a INAPTIDÃO desse mesmo consumidor em perceber que está sendo roubado, e o conluio dos banqueiros e governo em manter o roubo! É, amigo, é assim MESMO: banco só cobra essa extorsão aí da imagem (e muitas outras) porque sempre tem alguém que pague. E, claro, alguém que o deixa cobrar (no caso, o BC).

O brasileiro conviveu com inflação alta (e juros idem) por muito tempo, é imediatista, não tem hábito de poupar e não sabe fazer conta de juros ao longo do tempo. E os bancos e financeiras se aproveitam disso, com o beneplácito do Banco Central. Não é à toa que os maiores lucros bancários do universo ocorrem por aqui, e eles não sofrem NADA com quebradeiras externas no mundo globalizado, a não ser que estejam sendo geridos por um maluco. Mas voltemos ao tema do Cadastro.

Pegue  o exemplo de um cliente com ANOS de relacionamento com um banco, tomando dinheiro emprestado e pagando direitinho. Isto não seria o MAIOR Cadastro Positivo que existe? Afinal, ninguém pode ser mais conhecido por um banco do que um cliente que mantém conta há anos com ele, oras! Pois bem, mas este cliente, mesmo com todo o seu HISTÓRICO QUE JÁ ESTÁ em poder DO BANCO, paga os MESMOS juros do cliente que abriu a conta na SEMANA PASSADA! Se o banco não considera nem as informações que JÁ ESTÃO COM ELE há anos, de que adianta saber da vida do cliente fora?

O sistema de “relacionamento” dos bancos brasileiros para conceder crédito (um pouquinho) mais barato está baseado somente no LUCRO que o cliente dá para o banco com sua conta, e não na sua PONTUALIDADE, já que não ser pontual inviabiliza a concessão do financiamento, e ser pontual não garante juros substancialmente mais baixos.

Aliás, sejamos justos, isto ocorre, sim. Sabe onde? Nas linhas de crédito COM JUROS MAIS EXTORSIVOS AINDA. Exemplo: aqueles empréstimos das Crefisas da vida, onde eles “perdoam” a última prestação de quem paga em dia todas as anteriores. Ora, cobrando 350% a.a. de um pobre coitado (com uma SELIC de 10% a.a.) e CONSEGUINDO receber 88% do butim, até eu dou “desconto” e “baixo” meu ganho pra 320% sobre o capital. Afinal, já recuperei o principal investido e juros SELIC na parcela 4 de 12, as outras entraram “de graça” no meu bolso.

Portanto, essa história de “Cadastro Positivo” é uma balela: conveniente para os bancos (que reduzirão ainda mais o seu risco, sem baixar taxa nenhuma – ou dar um “calaboca” qualquer, vá lá),  e para o Banco Central, que dirá ter feito todo o possível para reduzir as taxas, mas que o “mercado” (sempre esse ET…) não ajudou, afinal a “demanda por crédito gerou falta de liquidez sistêmica e forçou a não-redução da taxa por parte das instituições financeiras”.

Anúncios

15 Responses to Cadastro Positivo: para quem?

  1. Curiosa a pouca ou nenhuma atenção dada pela grande imprensa às barbaridades que os bancos praticam para nos extorquir. Logicamente, é maldade supor que tem a ver com as dívidas dos grandes meios de comunicação com aqueles, que também lhes proporcionam polpudas verbas publicitárias…

    Muito bem lembrado também, Vanderson. Quem financia a imprensa sempre é bem tratado por ela, claro. Veja as Casas Bahia, quantas notas negativas você viu na imprensa sobre ela até hoje?

  2. gefersonal disse:

    Os bancos são os piores!
    Estamos propondo uma ação adogmática e apartidária que – acreditamos – seria mais eficaz para melhorar nossa posição no “rank” dos países mais antiéticos do mundo.
    Precisamos também de parcerias ou links com sites e blogs afins:
    Urge uma mobilização nacional em prol da ”BANDEIRA DA ÉTICA: https://sites.google.com/site/bandeiradaetica/home
    “ORDEM, PROGRESSO E ÉTICA” é o que gostaríamos de ver na nossa Bandeira.
    Contamos com adesão desse Site/Blog, mencionando nome de cada participante ligado ao número fornecido pelo TSE no link: http://www.tse.gov.br/internet/servicos_eleitor/consultaSituacaoNome.htm), acrescido da UF. (Garantindo assim maior credibilidade a “Lista de Adesões”). Exemplo: Justino Politizado da Silva 00456231789/SP.

    Apreciaríamos a divulgação máxima possível (com cópia para: br.com.etica@gmail.com).
    Equipe: Comunidade Ética

    Vamos ver isso aí, amigo.

  3. “O que regula a taxa de juros cobradas do consumidor é a INAPTIDÃO desse mesmo consumidor em perceber que está sendo roubado, e o conluio dos banqueiros e governo em manter o roubo!

    Concordo. E te pergunto: se nunca antes na história defte paíf os bancos ganharam tanto, apesar de o atual governo (do PT) ter usado isso intensamente contra o governo anterior (do PSDB), isto não abala em nada a tua convicção na defesa da integridade e das diretrizes dos governos do PT?

    Não que eu ache que o PSDB seja muito melhor, mas eu não entendo tanto apoio a quem faz tanta patifaria quanto o PT em todos os seus governos. (E a lista de escândalos de corrupção e de “coisas estranhas” nos governos do PT, federal, estaduais e municipais, é imensa.)

    Nunca defendi “integridade” nenhuma aqui, amigo. E já que você curte partidarizar as coisas e, infelizmente, transformar um problema crônico do capitalismo brasileiro em FLAxFLU, o Sr. HENRIQUE MEIRELLES, presidente do BANCO CENTRAL do Brasil durante o governo Lula, é do PSDB. Aliás, o ÚNICO tucano no primeiro escalão em oito anos (que eu me lembre).

    • Eu nem sabia isso do Meirelles, mas afinal de contas se ele está lá é porque está seguindo as driretrizes do governo Lula. Acontece que no teu “aviso aos exaltados em ano eleitoral” tu dizes claramente e em destaque que apóias o governo Lula. Não estou [só] implicando, estou realmente curioso e tentando entender o quanto isso afeta a tua visão dos governos do PT.

      Apoiar alguém não é concordar com tudo o que esse alguém faz ou deixa de fazer. Usando essa lógica torta, eu poderia, por exemplo, dizer que você é a favor dos traficantes do morro do Alemão, só porque defende a descriminalização da maconha no seu blog. Eu sou um idiota que procura criticar as coisas que eu acho erradas, venham de quem vierem. E é isso que as pessoas não costumam entender, pois acham que, se você critica “A”, você automaticamente concorda com “B”, só porque “B” critica “A”. E, já que você leu o “aviso”, lá está escrito também que não sou frasco de remédio pra ser rotulado. Realmente, eu apóio o governo do Lula, porque acho que foi O MELHOR de todos até aqui, o que NÃO SIGNIFICA que tenha sido perfeito ou que não tenha cometido CAGADAS HOMÉRICAS. E espero que tenha sido bem claro contigo (e vários outros) agora, porque não tô mais a fim de repetir essa conversa, que julgava superada.

  4. Vou proibir a divulgação, se houver, do meu nome em qqer porra de lista, seja de bom pagador, seja de caloteiro.Não vou bater palma pra maluco dançar não!

    A divulgação dessas listas já é proibida. Elas são de uso interno das instituições.

  5. Leonardo disse:

    Concordo com tudo Vinícius, mostrou a doença, só esqueceu de falar que a VACINA existe.

    Acho que você mesmo já falou isso em algum lugar, não lembro, mas o governo tem 2 puta BANCÕES (CEF e BB) e ao invés de usá-los pra combater essa sacanagem, segue a onda do mercado.

    Sugiro que iniciemos a a campanha: “FUNÇÃO SOCIAL DO BB E DA CEF JÁ!!!”

    Um presidente do BB quase caiu quando falou nisso. A imprensa disse que “prejudicava os acionistas”.

  6. Eu acompanhei a notícia nos principais jornais do país. Sinto-me constrangido com tamanha sacanagem com o consumidor.

    O que me deixa mais pasmo, é imaginar o (típico) consumidor, que teve seu nome inscrito na lista por que eventualmente ficou desempregado. e conseguiu regularizar o crédito anos depois por que o Mafagafo solta juros tava de mal humor com ele.

    Onde conseguir crédito então???

  7. A propósito, Vinícius, vou aproveitar seu pos no meu blog(dando devido crédito a autor e dedicando o link ao Com Fél e Limão.

  8. rafael disse:

    E aí Vinicius
    Os caras estão tentando re-inventar a roda. E sabe o que é mais provável de acontecer? Aumentar os juros cobrados dos mau-pagadores ao invés de diminuir os dos bons (ficou meio Chapolin essa coisa dos “bons”, não?). O f*** é uma associação como a Febraban ainda existir com tanta força no cenário, sem nenhuma que a contraponha. Aí desequilibra, né.
    Abraço.

    Exatamente. Hoje saíram medidas de restrição ao crédito para “conter a inflação” (?). Tiram a liquidez do mercado, as taxas sobem, mas as pessoas continuam tomando o dinheiro mais caro. E os bancos vão enriquecendo cada vez mais. Este é o jogo.

    • André disse:

      Não sei se a discussão ainda está de pé, mas gostaria de perguntar aos economistas do blog (já fiz essa pergunta no blog do Nassif e no NPTO mas não tive resposta): como um aumento da Selic em 1.0pp ao ano vai segurar a demanda se os consumidores estamos acostumados a pagar essa taxa por dia? O aumento de juros não afeta muito mais a produção do que a demanda? Isso não contribui para aumentar a inflação ao invés de diminuir?

      Realmente, essa é uma boa pergunta.

  9. Hannibal disse:

    Quando crescer quero ser banqueiro! Nunca tenho prejuízo e posso quebrar que o governo me socorre, legal né?!

  10. Luizão disse:

    Caro Vinícius, e tem mais! Vc nem mencionou as famosas taxas extras cobradas pelos bancos: taxa por número de saques (!!), taxa para tirar extrato, taxa por número de talões excedente em um mês, taxa de inatividade, etc etc.

    Eu li há um tempo atrás uma reportagem onde comparava-se as taxas cobradas pelos bancos nacionais com bancos de outros países. Os bancos dos outros países não entendiam como os bancos brasileiros conseguiam cobrar tais taxas de seus correntistas sendo que, a idéia básica de um banco é trabalhar com o dinheiro dos seus clientes e fazê-lo render, e não cobrar taxas pelos serviços prestados. É a completa inversão da ordem dos valores!

    Agora, nessa questão dos juros, existem muitas pessoas que por necessidade de seus negócios ou por emergências são obrigadas a entrar nos absurdos juros bancários. Nesses casos, eu entendo o quão nocivos os bancos são.

    Mas, existe muita, mas muita gente mesmo que por irresponsabilidade com o próprio dinheiro, paga juros por conta de um consumismo estúpido. Seria tão mais simples seguir a regra mais básica do consumidor: Se não tenho dinheiro para comprar algo, não devo comprá-lo.
    Foi como vc mesmo disse, pela inaptidão (ou mesmo preguiça de saber como funciona) das pessoas, esse círculo não acabará tão cedo.

    No tempo da inflação, tudo era “de graça”, graças ao chamado floating (os bancos aplicavam seu dinheiro parado na conta e ficavam com o rendimento). Quando acabou a mamata, eles chiaram e disseram que só sobreviveriam se cobrassem tarifas por tudo. Os bancos brasileiros são os mais incompetentes e ladrões do mundo.

  11. Só tenho uma coisa a dizer:

    Eu ODEIO BANCOS! Com todas as minhas forças, é a única coisa nesse mundo que eu ODEIO!

    Beijos Vi.

    Todo o mundo odeia banqueiro, mas banqueiro daqui consegue ser mais odiado ainda.

  12. Luiz Ribeiro disse:

    Prezado Vinícius,
    Desejo-lhe boas festas e um novo ano de muita inspiração. Abraços.

    Valeu, Luiz, pra ti também. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: