Ceni, um chato indispensável

Juras de amor a um time, qualquer Marcelinho Carioca faz. Quero ver é exercer esse amor: suportar a pressão da torcida, os altos e baixos de times que se montam e se desmontam a cada seis meses e continuar no cargo por décadas, exercendo sua liderança e dando o exemplo.

Rogério Ceni é, parafraseando Milton Leite, um sujeito chato pra caralho. Nem tanto pela arrogância (típica dos que sabem da sua importância) e, menos ainda, pelas declarações que resvalam na polêmica rasa travestida de notório saber.

Ceni é um chato porque nasceu dotado de uma persistência incomum e uma coragem absurda de tentar o que ninguém tentou (ou, se tentou, parou no meio do caminho). É o tipo de sujeito que incomoda, faz a gente lembrar de quanta coisa desistiu na vida, seja pela maldita preguiça, seja por medo de fazer e dar com os burros n’água.

Pra quê goleiro treinar cobrança de falta, bater bem na bola com os pés? Qual a vantagem, do ponto de vista tático do futebol? Nenhuma. Afinal, se goleiro é o único que pode jogar com as mãos, ele que se especialize nisso, oras, tem até um treinador só pra ele!

Era o que todos pensavam, até que Rogério percebeu primeiro que os outros que jogar com os pés poderia ser uma diferença importante na participação dos goleiros na partida e treinou, treinou, treinou, treinou, treinou… Mas como treina esse cara, hein? Chato pra cacete, só pensa em trabalho!

Nós, que sempre nos julgamos os bonzões em nossas atividades, sentamos em cima da (pouca ou muita) fama alcançada e logo aparece um Rogério da vida, chato e CDF pra nos “puxar o tapete”. Mundo injusto este que não sabe reconhecer o valor que nós mesmos nos atribuímos, né?

O sucesso nem sempre vêm para os gênios; já para os obstinados, uma hora o danado chega, é só esperar. Ainda não nasceu o “obstinado incompreendido”. “Gênio incompreendido” nasce e morre toda semana em cada esquina.

Parabéns, Rogério Ceni, um chato que só nos dá alegria.

Anúncios

26 Responses to Ceni, um chato indispensável

  1. Camis disse:

    Irretocável! Beijo!

  2. André Nogueira disse:

    “Tecnicamente falando, hoje é um goleiro lento, com reações previsíveis e falhas grosseiras. Deveria já ter cogitado o fim da carreira. Ninguém é eterno jogando. A eternidade vem das lembranças. E essas ele deixou, de monte, a todos os sãopaulinos. Pópará, Ceni. Já deu. E valeu.”
    Ainda bem, pra vcs, que ele não seguiu o conselho do nobre escriba da nota acima.

    Esse excerto só mostra a diferença entre um reles mortal (o -nem tão -nobre escriba, que conheço só de vista, mas deve ser um rematado imbecil :D) e o GÊNIO: enquanto o reles mortal fala, o GÊNIO vai lá e FAZ. Deve ter sido duro pra vocês ontem, minhas sinceras condolências.

  3. Valmir disse:

    Que sorte o Alviverde do Parque Antárctica ter o Marcão como galeroso e valoroso goal keeper em seu escrete … mesmo que seja somente por mais este certame, ao que parece. Isso diminui um pouco a ponta de inveja …
    O que vai ser do futebol no dia que esses dois pararem ?
    São provavelmente os dois únicos elos que ligam meus cabelos brancos e o cansaço com futebol àquele moleque que jogava bola nos campinhos da vida, em outros tempos…
    Mas hoje o tema é o Rogério Ceni. Belo texto. Pago um pau p´ros dois … pro goleiro e pro escriba.
    em tempo: não é força, porra !!! É jeito !!!!! Passou por cima entre o segundo e terceiro da barreira … é caixa, é só correr pro abraço …

  4. André disse:

    Grandes merdas, a gente acabou de contratar o Adriano.

  5. Clovis disse:

    Simplesmente o M1TO. Fato digno de Pelé

  6. Thiago Ferreira disse:

    Mel Dels!!!! Saiu a voz do São Paulino.
    Ganharam a copa do Mundo! ahahaha
    Mas que o Ceni é chato, é mesmo.
    Mas Vinicius, marca aí, que faltam 16, para o centésimo.
    Que ele já tomou 84 do Timão. É mole?

    Mole é a tua aritmética aplicada ao futebol.

  7. Então tá! disse:

    E isso aqui, é o que?
    https://comfelelimao.wordpress.com/2010/02/08/rogerio-ceni-nao-sabe-mais-brincar/

    É um post do blog “Com Fel e Limão”. O Silvio Santos nunca leu, mas a filha nº 4 dele leu e disse que é muito bom.

  8. DC disse:

    Então tá….

    A Cena

    A mídia, compreensivelmente, fez seu carnaval. Numa TV movida a audiência fácil, um fato como esse, sem maiores referências, de fato merece ser destacado. Mas como tudo que envolve o tal clube, e principalmente o tal atleta, trata-se de mais uma falácia. Jornalistas sérios não podem se render a esse engodo.

    Um sujeito que faz 100 gols, sendo que é batedor oficial de faltas e pênaltis há 14 anos, é pouco eficiente. Alguém nessa condição não pode ter média de pouco mais de 7 gols por ano. Já devia estar na casa dos 250, pelo menos. O fato estatístico comemorado este final de semana, na verdade, é banal.

    Podem dizer que manter-se nessa condição por 14 anos é que é o feito. Nada disso. Todos sabem que a carreira desse sujeito é permeada por histórias vergonhosas, desde falsificações de propostas, passando por arremessos de medalhas e sendo marcada por incontáveis puxadas de tapete em técnicos e até companheiros, a cada vez que seu reinado como atleta mais importante do elenco foi ameaçado.

    Como representante de seu time na Seleção, até Valdir Peres fez mais: pelo menos foi titular de uma Copa. Como cobrador de faltas, seguramente está abaixo de Marcos Assunção. Deve estar no mesmo patamar do Tcheco, e olha lá.

    O fato é que o sujeito foi mais uma vez elevado ao patamar de herói nacional por nada. Mais um mito fabricado. Goleiro medíocre, com erros básicos na formação técnica, como a patética mania de se ajoelhar – semana passada, engoliu três frangos, sendo que o terceiro foi realmente uma façanha: um gol por baixo das pernas estando ajoelhado. Caráter duvidoso, não só fora de campo, mas também dentro. Péssimo perdedor, levanta os braços histericamente e exige marcações esdrúxulas dos juízes a cada gol que leva. De ídolo, não tem nada.

    Fica a imagem de seu maior feito esportivo: reserva do Marcão, eternizou a camisa 22 da seleção. Nunca ninguém carregou os cones e recolheu os coletes do campo nos treinos da Seleção com tanta precisão quanto ele. Se for por isso, aí sim, merece os nossos parabéns.

    DC, eu ia SÓ PUBLICAR esse seu comentário, mas você deu o azar dele cair bem numa hora em que eu tô meio azedo:
    1) Rogério Ceni é batedor oficial, sim, de faltas e pênaltis do SPFC. O que não significa que ele bateu TODOS os pênaltis e faltas a favor do SPFC nos últimos 14 anos, fato óbvio que só um ressentido como você não leva em conta para desfilar seus dados e conclusões estatísticas PVCanas.
    2) Ele tem aproveitamento de 80% nos pênaltis que, se fosse de 100% (e nem Pelé tinha 100%), aumentaria o número de gols dele HOJE para a casa dos 111. Quanto às faltas, não tenho os números (mesmo porque acho que ninguém contou quantas faltas RC bateu na vida), mas, para alcançar o número de 250 gols que o senhor diz que seria “razoável em 14 anos”, o MAIOR GOLEIRO ARTILHEIRO DA HISTÓRIA DO FUTEBOL EM TODOS OS TEMPOS (sorry) teria de ter convertido mais 139 faltas em gol. Comparando, o MEIA Neto (outro exímio batedor de faltas), fez 184 gols NA CARREIRA TODA dele. Gols de falta, de pênalti, de cabeça, com bola rolando. Foi o batedor oficial de faltas e pênaltis do SCCP de 1989 a 1993 e marcou 80 gols. É, espertalhão estatístico: em 5 anos, 80 gols. Que, trazendo pra 14 anos, daria 224 gols e, evidentemente, não só de falta e pênalti. Ele era MEIA ATACANTE.
    3) Quanto ao “caráter duvidoso” de Rogério Ceni e os “crimes” que ele teria cometido, os mesmos que passam o dia todo reclamando que a imprensa inventa as coisas contra o time deles são os primeiros a abraçar toda e qualquer história contada quando é contra os rivais. Pergunte ao Felipão o que ele pensa sobre Rogério Ceni; pergunte ao Mário Sérgio, que o PROIBIU de bater faltas e pênaltis; pergunte ao Muricy. Não, deixa quieto: não pergunte a ninguém. Não há pessoa que agrade a todos, é verdade. Pessoas esforçadas e obstinadas como Ceni incomodam muita gente. E ENSINAM muita gente, também. Ensinam pelo exemplo. Tá cheio de jogador aí que agradece a ele toda hora por não ter se desviado na carreira.
    4) Rogério fala o que pensa, e ele PENSA MAIS que a média dos jogadores de futebol. Gente que pensa sempre incomoda, principalmente aos que não pensam ou vivem de repetir o pensamento alheio. Eu nunca chamaria o Rogério pra tomar cerveja comigo; como tá no título do post, acho ele um BAITA DUM CHATO: não compartilho do seu gosto musical, das suas idéias políticas, da sua falta de saber perder. Não gosto de quem não sabe perder, e já escrevi aqui a respeito. E foi num post sobre Rogério Ceni, que alguém linkou logo acima pra me zoar.
    5) Você tem todo o direito de fazer seus abalizados comentários técnicos a respeito da posição de goleiro e apontar as inúmeras deficiências técnicas dele. Mas é uma pena que a sua análise precisa NÃO BATE COM A DE NENHUM GOLEIRO PROFISSIONAL VITORIOSO ou treinador de goleiros que eu tenha ouvido. Talvez você seja mais um daqueles “gênios incompreendidos” a que eu me referi no post. Uma pena, a humanidade perdeu muito com o seu ostracismo.
    6) Todos os mitos são fabricados. Uns bem, outros mal. A fabricação do MITO ROGÉRIO CENI beirou a perfeição. Para sorte dos sãopaulinos e o desespero de alguns torcedores de outros clubes.
    7) O seu último parágrafo deixou escapar a sua predileção clubística. E ficou compreensível todo esse ódio destilado contra Rogério Ceni, o cipoal de falácias, meias-verdades, fofocas e lugares comuns que você postou aqui. Só que, MESMO para o seu ídolo Marcos, Rogério Ceni é um dos maiores goleiros que ELE JÁ VIU jogar. E a recíproca é verdadeira por parte do Rogério. Deve ter sido uma honra (e não uma humilhação, como você quis deixar implícito) RC ter carregado cones, baldes de água ou empurrado barreira para excelentes goleiros como Marcos e Dida (outro que não se cansa de elogiar Rogério Ceni). Mas quem pensa com o fígado não consegue perceber uma coisa simples: às vezes, você é muito bom, mas dá o “azar” de ter aparecido no meio de um monte de gente boa como você. Ser o segundo ou terceiro melhor goleiro no Brasil, numa época pródiga de excelentes arqueiros, só pode ser demérito aos olhos de rematados imbecis ou de fanáticos cegos.
    8) Por causa dessa “Talibanização” dos aficcionados por futebol é que, cada vez mais, eu me desanimo em escrever a respeito. Passar bem, DC.

    • Então tá! disse:

      Então tá, então!

    • DC disse:

      Vinícius,

      Mesmo depois de tudo que vc escreveu, o RCeni continua com uma média de 7 gols por ano (medíocre), ajoelha na frente do atacante (falha grosseira para um arqueiro) e no campo tem atitudes desprezíveis que não condizem com as de um atleta muito menos de um homem.
      PS. Ontem, contra o Santinha, dava um chilique atrás do outro porque estava perdendo.

      Não ia responder, mas li seu comentário numa manhã azeda….

      1) Só não bateu pênaltis e falta quando não estava em campo e por ser goleiro titular deve ter jogado 90% ou 95% dos jogos neste período….
      2) A média de 7 gols por ano continua sendo baixa para um batedor oficial (sorry)….
      3) O Ceni continua sendo um cara que não admite sua próprias falhas, e se acha melhor que os outros, ou seja….. é mal caráter aonde já se viu jogar fora uma medalha, esse é o exemplo que um atleta pode dar? O último que fez isso na Olimpíada foi exemplarmente punido dos jogos olímpicos, e com o Cena oque houve?
      4) Ah tá, então ele pensa mais que os outros então ele pode falar (e fazer) o que quiser….. ahã….. boa lógica…. só se for pra vc…..
      5) Precisa ser gênio pra VER que ele ajoelha na frente dos atacantes????? …. ah é eu esqueci ele é tão bom que só leva gol quando o atacante “erra” o chute.
      6) Exatamente…. mitos são fabricados, uns bem e outros MAL…. me parece ser este o caso.
      7) Ha ha ha….. o Ceni…. um bom goleiro, ha ha ha ha…… em gente que acredita em cada uma….

      Um abraço,

      1) Ceni virou batedor oficial de pênaltis em 2005, só pro teu conhecimento. Bateu alguns antes, mas não todos. Faltas, só bate as que ele é especialista (na entrada da área);
      2) Vide resposta anterior;
      3) se a pessoa que se considera melhor que os outros é mau caráter, eu sou mau caráter, pois me considero melhor que muita gente;
      4) TODOS podem falar: quem pensa e quem não pensa. Vide você, que já teve 2 comentários aprovados aqui.
      5) Precisa ser surdo pra não ouvir o que dizem OS ESPECIALISTAS na matéria, inclusive seu ídolo.
      6) Ele é tão “mal-fabricado” que as pessoas que odeiam Ceni estão há 4 dias xingndo-o de todas as formas e não deu resultado algum. Ah, depois fui ver que esse texto que vc postou aqui foi replicado em “N” blogs de palmeirenses. Seja um bom menino (não um mau caráter) e dê a fonte quando copiar algo.
      7) O Marcos acredita que Ceni é um bom goleiro, o Leão também. Mas vc pode ir lá falar com eles para demovê-los dessa sandice. Quem sabe você ilumina a mente deles com sua sapiência.

      • DC disse:

        É isso aí Vinicius,
        cada um tem o ídolo que merece….

        Parabens pelos seus textos não perco um…. só não concordo, integralmente, com um deles, acho que sabe qual é….

        Esse negócio de dar crédito é coisa pra Instituição Bancária….

        PS: RC eterno reserva do Marcão!!!!

        Abraço….

        Abraço.

      • Daniel CMS disse:

        Dr

        Nessa discussao toda quero saber sobre um fato:

        – Ele falsificou ou nao a proposta?

        Daniel: se ele falsificou ou não, não sei, nem você e nem o rapaz palmeirense aí de cima sabem. E isto, na verdade, pouco importa. Afinal, quem deveria julgá-lo e puni-lo (e é o ÚNICO que SABE REALMENTE o que aconteceu) é o EMPREGADOR DELE, que não só o manteve no cargo como concedeu-lhe o status de “quase dono” do time por DEZ ANOS após o caso. Se me disserem que você cometeu uma falcatrua no teu trampo e teu patrão te tratar tão bem quanto o SPFC trata o Ceni, eu vou desconfiar que: 1) nem foi tanta falcatrua assim – ou nem houve falcatrua; ou 2) teu patrão reconheceu que a tua importância é maior que o prejuízo da falcatrua e relevou.

      • Daniel CMS disse:

        Descobri esse post no observatorio da imprensa, onde vale ler os comentarios que jogam um pouco mais de luz no assunto:
        http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=393FDS003

        Nao lembrava que ele tinha sido suspenso.

        Dr, em relacao ao “tamanho da falcatrua”, acho que o entendimento vai de cada individuo. Pra mim, se realmente o caso do Ceni foi verdadeiro, eu considero muito mais que um blefe bem estruturado. Veria um imenso defeito etico. Mas isto e’ minha opiniao.

        Penso que muitas vezes o problema e’ que existem muitas “pequenas falcatruas” que sao relevadas, principalmente no nosso pais. Pra mim, falcatruas sao falcatruas.

        Li sobre um caso de uma moca que perdeu o iPad no banco. Pelo que entendi o aparelho foi encontrado “guardado” na casa de uma funcionaria do banco. Esta funcionaria teria guardado tao bem que mudou emails, wallpaper e apps do aparelho. No Japao o funcionario, se pego, ficaria 10 minutos pedindo desculpas daquele jeito que eles fazem e depois se mataria. Em outros paises acho que teria sido mandada embora. Ja o banco brasileiro disse que a funcionaria apenas guardava o aparelho…

        Para mim, o banco errou. Se o banco entendeu que a “falcatrua nao foi tao grande assim”, eu entendo o contrario. Tudo isso pra dizer que neste especifico caso assinatura-Rogerio, independente da ser inocente ou culpado, eu nao tercerizaria minha opiniao, ainda mais pra este estrato da sociedade chamado dirigente de futebol.

        haha, “Dr.” é “lá” 😀 Daniel, eu poderia perfeitamente defender o Rogério assim: é antiético insinuar (ou fazer chegar ao destinatário por vias transversas e esquemas combinados com amigas minhas) que tem um monte de mulher atrás de mim só pra que UMA CERTA mulher prestasse mais atenção nos meus encantos? E se, ouvindo todo aquele zunzunzum a meu respeito a moça achasse que eu sou um bom partido e viesse pra cima de mim? Eu me transformaria automaticamente num gostosão só porque ela acreditou nos outros? Não, né? Ela vai ficar comigo se quiser. Aí você vai dizer (com razão, e vou trabalhar com a pior hipótese): “mas foi uma falsificação de documento!” OK, e qual era a intenção do ato? Roubar o clube? Não! Era ser valorizado, obter aumento de salário. Ora, se o SPFC achasse o Rogério um mau-caráter por conta disso e, principalmente, julgasse o seu trabalho inferior ao salário pretendido pelo atleta, não o aumentaria! E, repetindo, não o trataria como um grande líder por todo esse tempo após o ocorrido! Quantos contratos Rogério assinou depois daquele? Uns três, pelo menos. A comparação com a história da funcionária do Santander que se apropriou do iPad da cliente é, desculpe-me, inválida. 1) no caso do Rogério, são só 2 pólos que têm relação direta: ele e o SPFC. O Arsenal não sofreu qualquer prejuízo; no caso do iPad, tem um terceiro diretamente envolvido, e o ato da moça prejudicou o Banco (ficou exposto e tentou acobertar a funcionária para se salvar, o que piorou as coisas) e à dona do aparelho; 2)Ela pegou o aparelho e já dava como certo que seria dela, tanto que alterou tudo. Usou a “lei do achado não é roubado” e se lascou. Se o banco ainda não a demitiu, corre o sério risco de ser desfalcado em breve pela espertinha.

      • DC disse:

        Deixa eu ver se eu entendi Vinícius,
        uma pessoa pode ser considerada de boa índole fazendo uma “falsificaçãozinha” junto com uma “mentirinha” desde que não prejudique ninguem e seja para o próprio bem…. desculpe Vinícius mas não acredito que vc esta dizendo isso… não mesmo…
        Queria ver vc explicando e justificandouma coisa dessas pra um filho seu….

        É, você não entendeu.

      • Daniel CMS disse:

        Vinicius

        A minha comparacao se da no ambito da decisao que o banco tomou ao absolver a funcionaria e que teoricamente o SPFC teria feito o mesmo com o Rogerio (nao temos prova sobre o fato).

        O simples fato de o clube pensar que tal caso nao fosse o suficiente para condenar o jogador nao muda a minha opiniao, pois 1 – o clube pode ter diferentes valores dos meus; 2 – a decisao do clube pode ter se baseado em fatores que, como vc disse, nao me atingem diretamente, por exemplo o criterio economico. Marcelinho Carioca nunca foi meu idolo, apesar de ter ganhado muito. Simplesmente sua indole nao bate com a minha, porem penso diferente de milhoes de corinthianos que o idolatram.

        Porem, o torcedor, mesmo tendo uma relacao menos direta do que no caso banco-iPad, se envolve nas consequencias das decisoes tomadas. Talvez a idolatria de vcs fosse diferente se houvesse um escandalo na epoca, ao inves da aparente operacao abafa.

        Por fim, em paises com menor tolerancia a casos deste tipo, talvez um harakiri teria sido o fim desta historia… 😀

      • carlos luchetta disse:

        A mili na combi disse no programa arena sportv que o RC falsificou um documento do Arsenal. RC entrou ao vivo, calou a boca dela e a processou no civel e no criminal.
        No civel, além de 50 mil, ela teve que pedir desculpas ao RC. No criminal, não sei que fim levou, mas o Rogério iria usar a desculpa/confissão dela como prova.
        Essas caras usam pesquisa no google só para coisas que interessam a eles. Francamente.

      • DC disse:

        Ô luchetta,

        o Maluf tb não foi preso (pelo menos até agora)e ainda processa alguns da imprensa… isso (o fato de não ter provas) não livra o cara da culpa, sendo culpado ou não…..

        Valew….

      • carlos luchetta disse:

        Ô DC, se liga.
        A acusação era de falsificar um documento do Arsenal. Ela tinha que pegar o documento com o glorioso Paulo Amaral, ex presidente do São Paulo, e desafeto declarado do Rogério e provar que aquele documento era falso. Ou mesmo alguem do Arsenal para testemunhar que o documento era falso. Deve ter um monte de meios para se provar esse tipo de coisa.
        Não me parece dificil. Até voce conseguiria essa prova.
        Outra, uma acusação desse porte e sem provas só pode partir de gente irresponsável.
        E parei por aqui.

  9. augusto disse:

    A resposta conseguiu ser melhor que o post.

    PARABÉNS

    O pior foi que depois eu descobri que o rapaz copiou esse amontoado de outra pessoa e nem deu crédito pro autor. E o canalha é o Rogério Ceni.

  10. Leonardo disse:

    Na minha opinião, Rogério Ceni é o tipo de jogador que qualquer um gostaria de ver jogando no seu time.

    Eu acho esse lance de fidelidade e amor a camisa muito mais foda do que o centésimo gol (não que isso não seja de se admirar também).

    Enquanto isso, no meu time, um cara que eu achava que “vestia a camisa” tá recusando salário de 450mil p/ mês mais benefícios, porque quer jogar na zuropa.

    belezinha, vai lá filhão, te esperamos daqui alguns anos, quando voltará estragado pra se aposentar no Brasil.

    As vezes acho que a garotada do futebol de hoje se ilude muito com esse negócio de fama na europa. será que compensa mesmo ir jogar num continente notório por estragar jogadores, passar um série de dificuldades (lingua, etc) só pela fama? A diferença de grana nem deve ser tão grande assim.

    Parabéns bambi, abs.

    Na maioria das vezes, não é o jogador que quer ir pro exterior, são os donos deles. Obrigado, sardinha. Abs.

  11. Thiago Ferreira disse:

    A gente entende porque o Ceni não é convocado para a seleção.

    Vinicius. Sem paixão. Ele bate bem faltas, cobra bem penaltis, é fiel a camisa, mas embaixo dos 3 paus, é inferior a outros goleiros.

    Essa de endeusamento do cara, é forçar demais a barra.

    Quanto ao cara ser chato, e ter ciumes de alguns companheiros de clube, essa eu nem ligo, porque o Marcelinho Carioca, é um cara liso e mais chato ainda, e batia faltas como ninguem.

    Bater falta bem, não quer dizer nada.

    Ele pode ser idolo para vocês São Paulinos, mas pelo menos de minha parte, eu queria mais o Miranda, ou o Lucas, ou o Dagoberto, no meu time.

    Acho que ele é mesmo “dono” do SPFC, como voce disse. e coitado de quem ele não vai com a cara. Tá morto no SPFC.

    E não vem com papo de que é inveja de corinthiano, porque te asseguro, que no caso dele, absolutamente não é. Se fosse te juro que eu admitiria.

    Saudações alvinegras.

    Ceni foi a DUAS copas do mundo. Portanto, foi considerado por OITO anos um dos três melhores goleiros do Brasil. Não por mim, nem por você, mas pelos responsáveis por escolher.

  12. Fernando Pedroso disse:

    Dos comentários de torcedores rivais, só vi argumentos furados. E melhor que o texto, só a resposta ao DC.

  13. EDSON disse:

    rogerio cena é um lixo… goleiro com sérios problema de formaçao técnica. só os bambis que o vangloriam. nunca foi titular da seleçao.

    É mesmo? Então, tá. Abs. PS.: você tem sérios problemas de formação escolar. Trabalhe isso, amigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: